Só um verdadeiro psicopata consegue responder essa pergunta?

18/04/17 às 17h39

Segundo números divulgados pelo FBI, somente nos Estados Unidos existem cerca de 25 a 50 serial killers em atividade. Se a gente transportar a análise para o cenário mundial, pode ser muito maior, com um crescimento exponencial e imprevisível.

É natural que assassinos com comportamentos tão singulares provoquem a atenção do público. Tanto é que nós mesmos, da Fatos Desconhecidos, já mostramos listas de cartas enviadas por serial killers que vão te provocar arrepios ou casos de adolescentes serial killers mais perturbadores do mundo.

Nem todo psicopata é um serial killer, e podemos ver a representação disso no interesse crescente que o público tem em obras que apresentam personagens que transitam por esse tipo de comportamento, como Walter White, Dexter e Hannibal.

Em união com o interesse pelo tema, existe uma curiosidade das pessoas perceberam sinais de psicopatia em si ou nas pessoas que estão em seu convívio social. Graças a isso, um famoso teste sempre circula na internet e nas rodas de conversa, como se fosse responsável por determinar se alguém é um psicopata. Vamos a ele.

"Este é um teste psicológico genuíno. É uma história sobre uma menina.

Enquanto estava no funeral de sua mãe, ela conheceu um rapaz que nunca havia visto. Ela pensou que esse cara era incrível, o homem dos seus sonhos e se apaixonou por ele. Poucos dias depois, a garota matou sua própria irmã.

Por que ela matou sua irmã?"

De acordo com o suposto teste, se você responder que a mulher esperava que o mesmo homem aparecesse no funeral da irmã, você pensaria como um psicopata.

Apesar disso, o teste não passa de uma mensagem viral compartilhada por anos que não tem validade científica.

Psicopatas e sociopatas possuem diferentes formas de enxergar situações, mas podem conseguir resolver problemas da mesma forma que as pessoas normais. Tanto é que vários deles apresentam soluções brilhantes para várias situações.

Supor que um psicopata tentaria resolver qualquer situação com o assassinato de alguém é algo errado e falso, baseado em estereótipos propagados pela ficção ou por textos mal informados sobre o tema. Na verdade, a maioria dos sociopatas acharia que a questão não tem lógico, assim como a maioria das pessoas, fazendo com que suas respostas e questionamentos sobre a situação não fossem diferentes.

Psicopatas, no entanto, não são facilmente identificáveis a partir de testes simples como esse. O que separa esse grupo das pessoas comuns é a falta de remorso e empatia, mas isso não significa que existe uma completa falta da característica em todos eles. Além disso, nem todos são assassinos em série em busca de suas próximas vítimas. Mesmo que não tenham um senso claro de certo e errado, não são sempre vilões violentos.

De acordo com o psicólogo Dr. George Simon, a psicopatia deve ser encarada como um espectro, e não como uma característica absoluta. "Essas patologias existem dentro de um espectro e um psicopata completo é um fenômeno relativamente raro, apesar de que vários níveis e manifestações de narcisismo seja algo cada vez mais frequente nesses casos", explica.

Em resumo, podemos afirmar que ainda não existe uma pergunta que somente os psicopatas seriam capazes de responder corretamente, o que faz com que esse suposto teste não passe de uma lenda.

PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.