O que acontece com o corpo de quem morre no espaço?

13/09/17 às 17h32

Muito se discute sobre as missões de astronautas enviados ao espaço e suas descobertas, sobre como isso seria de fato, útil para a humanidade. A questão é que poucos se lembram que existe a possibilidade de que um desses astronautas não sobreviva no espaço, não é mesmo? Bom, a partir daí surge a pergunta: O que aconteceria se alguém morresse em uma dessas missões fora de nosso planeta?

Não é novidade para ninguém que uma missão dessas pode levar muitos anos para ter fim, portanto, no caso de um astronauta morrer durante a viagem, o que seria o certo a se fazer? Bom, como o retorno para a Terra é um processo bastante demorado, o corpo poderia ser deixado para trás, orbitando no espaço?

É importante dizer que existe treinamento e preparação antes de pessoas serem enviadas a missões espaciais. Obviamente, não é qualquer um que pode passar por uma situação como esta, e é por isso que mortes no espaço são muito difíceis de acontecer, a não ser pelo descuido humano, imprevistos ou algum tipo de erro mecânico. Os astronautas passam alguns meses na Estação Espacial Internacional (ISS), e eles só participam do lançamento caso estejam com a saúde completamente em dia.

De acordo com Chris Hadfield, um astronauta canadense, "no pior dos casos, acontece algo durante uma caminhada espacial". Ele ainda diz que tem o risco de ser atingido por micrometeoritos, e pode ser que eles consigam perfurar a roupa especial que usam, e nesses casos não há muito o que se fazer além de aceitar o que pode estar por vir, visto que dentro de no máximo 15 segundos, a consciência seria perdida.

Bom, imaginemos então que isso realmente aconteceu. Por mais que pareça algo bastante maluco, podem existir muitas teorias a respeito do que aconteceria com o corpo, inclusive a de que ele não entraria em processo de decomposição devido a gravidade ou temperatura do espaço, mas será que isso pode mesmo ser verdade?

De acordo com Douglas Galante, que é astrobiólogo do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG-USP), tudo dependeria da roupa da pessoa: se ela estivesse usando o traje especial, as bactérias presentes no corpo continuariam vivas e atuando normalmente no processo de decomposição, caso não estivesse, haveria ausência de microrganismos e consequentemente, não haveria decomposição, transformando o corpo em uma espécie de "múmia espacial".

A primeira coisa que aconteceria ao corpo seria intensa desidratação, visto que a pressão no espaço é muito baixa, e ocasionaria na perda de água, que vai evaporando até que ele se transforme em algo completamente seco, como um "cheetos de batata frita".

Ok, mas se você pensa que o corpo ficaria apenas vagando pelo espaço sem destino algum, pode estar um pouquinho enganado. Para definir o que exatamente ocorreria nessa situação, seria preciso saber o local exato onde a pessoa foi a óbito. Se isso acontecesse próximo ao ISS, o corpo ficaria orbitando a Terra durante alguns longos anos, até que perdesse velocidade, fazendo com que ele finalmente caísse, como se fosse uma estrela cadente. Como já podemos imaginar, durante a queda o corpo acabaria pegando fogo, e seria completamente consumido antes mesmo de atingir o chão.

Caso a morte acontecesse em outro lugar do espaço, aí sim o corpo ficaria vagando por aí, já que o universo é realmente enorme. Posteriormente, ele poderia ser atraído por algum astro e acabaria colidindo, mas funcionaria mesmo como uma espécie de cometa ou asteroide.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias aí com a gente pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.