O final da história dessa bebê que foi rejeitada pela mãe vai te emocionar

08/11/18 às 18h15

Vez ou outra deparamo-nos com notícias de mães que abandonam seus bebês em lugares públicos. Em muitos casos, esses são encaminhados para orfanatos públicos e seguem na espera de uma adoção. Essa quase foi a história de um bebê, cujo desenrolar comoveu muitas pessoas. Richard Johnson é um pai dedicado que cuida de sua filha como ninguém jamais cuidaria. Dias após o nascimento da bebê, a mãe, que morava em uma cidade distante de onde o pai vivia, ligou para ele fazendo ameaças. Segundo relatos, ela dizia que se ele não fosse logo à sua casa, ela daria sua filha para a adoção. Sem entender o motivo, Richard pegou o primeiro voo e foi buscar sua filha.

Com 21 anos, Richard teve que aprender a ser pai solteiro e conviver com sua filha, Perséfone. Ele diz que no começo teve medo, mas que com o passar do tempo aprendeu a lidar com a situação e cumprir ambos os papéis. Ele passou a buscar ajuda em livros e relatos de outros pais solteiros para se portar adequadamente. Ele então conseguiu aprender tudo que era necessário para cuidar de sua filhinha da melhor forma possível.

Meses após o acontecimento e já acostumado com a presença dela, Johnson refletiu sobre e resolveu compartilhar sua história. Após saber que sua ex-parceira estava sofrendo de depressão pós-parto, ele logo abriu o jogo através do seu Facebook e demais redes sociais. Com poucos minutos, sua publicação tornou-se viral e emocionou várias pessoas. Confira conosco o seu relato.

"Sou Richard Johnson, pai solteiro da adorável Perséfone. Quando minha pequena tinha apenas um mês de idade, sua mãe decidiu nos deixar. No começo, ela não conseguiu entender, mas depois concluiu-se que talvez fosse depressão pós-parto. Os primeiros dias não foram fáceis, me senti fraco mesmo quando tive minha filha comigo, então eu inesperadamente encontrei uma página no Facebook. Senti-me nervoso e preocupado por não saber se podia lidar com isso. Eu procurei os mais modernos livros sobre paternidade. Passei horas assistindo tutoriais no Youtube sobre como trocar fraldas de um bebê, como vesti-la, como alimentá-la, como pentear o cabelo e uma série de coisas que não sabia.

Quando encontrei uma página, descobri que havia muito mais homens na mesma situação que eu, quando estava lendo, estava recuperando confiança em mim mesmo, eles me ajudaram de maneira muito significativa a lidar com a mudança. Agora me sinto estável com a minha pequena, todos os dias aprendemos juntos e me sinto muito feliz por tê-la ao meu lado, ambos estamos felizes de ter um ao outro. Agora minha filha tem 7 meses e agora sou eu quem dá conselhos a outros novos pais. Nós dois avançamos muito e só posso agradecer a esta página e as pessoas que compõem todo o apoio, graças a Perséfone".

Hoje Johnson vive com sua namorada Jennifer, que se apaixonou pela garota no momento em que a conheceu. No começo, Jonhson tinha medo das duas não darem certo com o crescimento da garota, mas teve medo à toa. Hoje as duas mulheres de sua vida se dão muito bem e ele está totalmente realizado.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

VER COMENTÁRIOS
Via   UPSOCL  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.