Mãe de 7 filhos tem vida mudada após encontrar 500 reais e devolver para dona

11/01/19 às 18h42

Às vezes, falamos sem pensar que as pessoas não são mais honestas e não fazem nada sem querer algo em retorno, mas esquecemos que toda generalização é burra e que existem sim as pessoas de bom caráter e que renovam nossa fé na humanidade.

Esse foi o caso de Simone Aparecida, de 41 anos. Ela é mãe de sete filhos e mora em Lins, no estado de São Paulo. Perto do natal, a mulher encontrou, enquanto caminhava pela rua, uma carteira com R$ 500,00 em dinheiro dentro. E desde então, ela tentou achar o dono para devolver o pertence perdido.

Depois de ter sofrido uma trombose e um aneurisma, a mulher sustenta seus filhos com o auxílio-doença que recebe da Previdência e o seu marido ajuda a completar a renda com um salário mínimo que ganha trabalhando como ajudante geral.

Dificuldade

Segundo Simone, com as contas básicas da família, o aluguel da casa onde mora, de R$ 500, e transporte e alimentação, não sobra dinheiro para comprar presentes para seus filhos. Mas mesmo com essa dificuldade, a mulher não pensou em nenhum instante em ficar com o dinheiro que não era dela.

"Não vou conseguir dar presente pros meus filhos neste ano, os gastos com saúde deixaram a vida muito apertada pra nossa família. Mas isso não justifica a gente ficar com algo que não é nosso, nem conseguiria dormir se eu pegasse aquele dinheiro", disse.

Simone conta que viu a carteira enquanto caminhava com seus filhos no calçadão de Lins e que ela estava bem apertada e com o dinheiro visível. "Percebi que já tinha gente mal intencionada olhando pra carteira e corri pra pegar. E daí já pedi pro meu filho chamar a Polícia Militar, que estava passando pelo local. Não pensei em outra coisa a não ser achar o dono", conta.

Quando os policias pegaram a carteira, eles contaram o dinheiro e os pertences que estavam dentro dela e conseguiram ver que ela pertencia à Liliane Nakamura. Quando a carteira foi entregu,  os policiais quiseram também fazer um encontro entre as mulheres. A dona da carteira agradeceu Simone e lhe deu um pouco de dinheiro para compensá-la.

"Só tenho meus filhos e a honestidade, e espero que isso sirva de lição pra eles. Sempre ensinei que eles não podem pegar um lápis sequer que não seja deles", disse Simone.

Doações

Depois que a história foi divulgada, ela se tornou viral e várias pessoas de todo o país quiseram ajudar Simone e sua família. Ela começou a receber doações de roupas, alimentos e presentes.

 

Uma vaquinha online também foi feita pela vigilante do banco Mercantil, Elizandra Mageto, que conseguiu arrecadar R$7,1 mil em doações. E foi com a honestidade da mãe que as crianças puderam ganhar seus presentes de natal. "A Soraia [filha de 7 anos] falou que queria um vestidinho novo, e eu pedi pra minha filha ter fé que uma hora Deus manda", contou.

VER COMENTÁRIOS
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.