Esse transporte público do futuro promete ser implantado no Brasil em breve

13/09/17 às 16h14

E quem tal um transporete público futurista instalado no Brasil? Bom, no ano de 2012, o bilionário norte-americano Elon Musk anunciou seus planos para construir um sistema de transporte futurista, batizado de "Hyperloop", um tipo de transporte capaz de levar passageiros entre São Francisco de Los Angeles, na Califórnia, em menos de meia hora.

O sistema transportaria passageiros e cargas em cápsulas que se movem dentro de tubos metálicos com ar de baixa pressão. O criador desse projeto é o mesmo da Tesla e da Space X. Essa tecnologia foi desenvolvida pelos empresários Dirk Ahlborn e Bibop Gresta, e tem como objetivo criar um meio de transporte que seja sustentável para a economia e principalmente para o meio ambiente.

No evento Friends of Tomorrow Conference, que aconteceu em São Paulo, Gresta disse que tem intenção de trazer essa tecnologia para o Brasil. Em entrevista a Revista Galileu, Gresta disse o seguinte: "Vamos conhecer o seu Ministro do Transporte durante a semana e discutiremos planos concretos. Também temos vários investidores locais interessados. Acho que será um futuro incrível." Segundo ele, tal futuro pode estar mais perto do que imaginamos.

Para Gresta, o Brasil pode ser um país especial por ter uma população densa pelo fato das pessoas estarem concentradas nas grandes cidades. Sendo assim, existe uma falta de interesse em infraestrutura e necessita de um transporte sustentável.

Essa pode ser uma grande oportunidade para o Brasil migrar para uma nova geração de empresas e tecnoçogias que pode "dar jeito" nos problemas de transporte público sem ser um peso para a economia do país. Imaginem, aqui no Brasil, ter uma estrutura de uma ferrovia de alta velocidade!? Sem sombra de duvidas, a Hyperloop seria um avanço para o país e uma solução para o transporte público, sendo eficaz e rentável.

Gresta afirma que já esteve em vários países como Chile, México, porém, o Brasil é o país ideal para receber tal tecnologia, tanto que muitas pessoas se interessaram no projeto (tanto pessoas ligadas a política quanto investidores privados).

Bom, pelo fato desse meio de transporte usar energia renovável (painéis solares, vento, energia cinética, energia geotérmica quando o clima não favorece os painéis solares), Gresta diz que está pensando em desenvolver algo que não tenha o pagamento de passagens como forma de monetização. Eles tem a possibilidade de gerar 30% mais de energia do que a quantidade que é consumida, e isso pode ser usado para pagar pela infraestrutura e pela viagem.

Existem muitos modelos de negócio que podem permitir monetizar o usuário, como publicidade, banco de dados e outros modelos. Futuramente, a eficiência dos painéis solares vai ser tanta que o prelo deles diminuirá, e nesse momento poderemos chegar de equilíbrio em que não será necessário pedir dinheiro aos passageiros.

Pois bem, caros leitores, vocês acham que esse transporte público pode ser a solução para o Brasil? Não esqueça de deixar o seu comentário!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.