Esse novo tipo de tatuagem deixa você ouvir suas músicas favoritas direto da pele

09/05/17 às 19h15

Há séculos, as tatuagens são utilizadas como forma de representação visual de hábitos culturais de povos ao redor de todo o mundo. No mundo antigo, muitas civilizações utilizavam estilos de tatuagens em rituais importantes, inspirando desenhos que ainda hoje são reproduzidos por apreciadores da arte, como estilos tribais, maori ou orientais.

Agora, uma nova tecnologia promete revolucionar o mundo das tatuagens. Enquanto muita gente utiliza a forma de arte para homenagear pessoas queridas e relembrar de situações importantes na vida, uma nova tendência no mundo das tatuagens pode acrescentar um novo conceito aos desenhos.

Chamadas de "Soundwave tattoos" (tatuagens de ondas sonoras, em inglês), os desenhos são produzidos a partir de reprodução de espectros sonoros que podem ser reproduzidos com a utilização de um celular. Dessa forma, a ilustração pode se transformar num som qualquer.

A ideia foi desenvolvida pelo tatuador Nate Siggard. Tudo começou quando dois amigos visitaram o estúdio de tatuagem do rapaz para tatuar o verso da música Tiny Dancer, de Elton John. Depois disso, a namorada de Nate, Juliana, imaginou a possibilidade de ouvir algo a partir de uma tatuagem e ele conseguiu reproduzir a voz da mulher dizendo "Eu te amo" para a filha do casal de apenas 4 meses.

O video do momento foi postado na internet e se tornou viral na mesma hora. Assim que as mensagens de todo o mundo começaram a chegar demonstrando interesse no estilo, ele percebeu o potencial da ideia. Nate patenteou o conceito de Soundwave Tattos e lançou o aplicativo Skin Motion, capaz de ler as ondas tatuadas e reproduzi-las em forma de som.

O aplicativo gera um padrão de onda sonora a partir da gravação de um som de até um minuto, que pode ser o que o cliente desejar - uma palavra, uma frase, uma música ou um conjuto de sons selecionados. Depois disso, o padrão de ondas é colocado na pele e, em seguida, uma nova camada é aplicada para permitir que as câmeras dos smartphones consigam ler o som.

A tecnologia só deve ficar disponível em junho de 2017, com o lançamento do aplicativo para smartphones, mas até lá, Nate Siggard e sua companhia Skin Motion estão cadastrando artistas especializados em tatuagens que terão a licença para a tecnologia, além de fazer reservas na agenda para garantir que os interessados possam registrar seus sons preferidos na pele.

Com inúmeras possiblidades para escolher, que som você registraria em sua pele? A tendência pode se tornar moda entre tatuados do mundo inteiro, que agora vão além de aproveitar somente o lado visual da arte para tomar o mundo dos sons.

Gostou da tecnologia? Teria de coragem de fazer o mesmo? Conte para a gente que tatuagem sonora você faria.

Via   Mirror     Skin Motion  
Imagens Youredm
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.