Criatura misteriosa é descoberta na Namíbia e não, não é um golfinho

12/06/18 às 18h13

Por mais estranho que possa parecer, não é tão incomum que pessoas acabem encontrando animais bizarros e totalmente desconhecidos por aí. As regiões onde existem praias, por exemplo, são as que mais costumam apresentar casos do tipo. E aconteceu de novo! Desta vez, no Parque Nacional de Dorob, no país africano da Namíbia.

Foi na semana passada que o cadáver de uma criatura marinha de aproximadamente 6 metros de comprimento foi encontrado no local. Assim que os cientistas chegaram para analisar o corpo, já estava em um estágio de decomposição tão avançado que não conseguiram identificar o animal imediatamente. Embora já tenham suas suspeitas, o mistério ainda permanece vivo.

Análises

À primeira vista, a carcaça do animal é capaz de nos lembrar golfinhos. Mas após análises iniciais os cientistas acabaram descartando a possibilidade. Julgando por seu tamanho e também pelo formato de sua cabeça, concluíram então que há grande chance de estarem lidando com uma baleia-bicuda-de-cuvier. De qualquer forma a aparição seria estranha, uma vez que a criatura não era vista na Namíbia desde o ano 2000.

De acordo com Simon Elwen, principal investigador do projeto: "Fiquei bastante surpreso. Esses animais raramente são vistos na água da região, por isso vê-los na terra é muito singular". Por outro lado, tais baleias podem ser encontradas por regiões de todo o mundo, vivendo em águas temperadas, tropicais e subtropicais. Segundo a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), elas podem alcançar até os 7 metros de comprimento, pesando até 3.090 quilos. Uma de suas principais características é a cabeça de "ganso", possuindo um queixo mais inclinado para cima. Dessa forma, a impressão que temos é que estão sorrindo.

Ao olhar para o corpo encontrado nas terras da Namíbia, tais particularidades são bem semelhantes... O que apenas sustenta a ideia de que seja de fato, uma baleia-bicuda-de-cuvierAinda não foi possível estabelecer os fatores para a morte do animal. No entanto, foi possível observar uma rachadura na mandíbula.

Mas os cientistas acreditam que ela tenha ocorrido depois da morte, já que o cadáver não apresentava outros ferimentos visíveis. Segundo Elwen, algumas partes do animal, a exemplo do crânio, foram colhidas para maiores investigações. Apesar de possuírem quase certeza, ainda será preciso realizar mais testes para ter certeza de que se trata da tal baleia. Até então, o mistério continua no ar.

E então pessoal, o que acharam? O que fariam caso encontrassem um animal como este? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

VER COMENTÁRIOS
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.