Assim é o clube secreto da Disneyland, que tem uma fila de espera de 14 anos

05/09/17 às 17h09

A Disneylândia é um dos parques mais cobiçados pelo mundo todo, mas será que você conhecia o lugar secreto que existe lá? No meio da Praça de Nova Orleans, localizado em frente a La Mascarade d’Orleans, fica a entrada para um dos pontos mais misteriosos no parque: O Club 33. Se trata de um restaurante secreto, cinco estrelas, o qual os 'reles mortais' não conseguem acessar.

O nome do Club 33 não só vem do seu endereço no 33 Royal Street, mas também dos 33 patrocinadores corporativos originais da Disneylândia.

Atualmente existem apenas duas maneiras de entrar no Club 33: tornar-se um membro ou ser convidado por um. A associação pode chegar a custar até US$ 100.000 por ano, com um relatório de US$ 12.500 a US$ 30.000 em taxas anuais adicionais. Desde 2012, existe uma lista de espera de 14 anos para candidatos a membros.

O Club foi planejado pelo incrível Walt Disney, que após a Feira Mundial de 1964, sonhou em criar um ambiente secreto para entreter patrocinadores corporativos e convidados especiais perto de seu próprio apartamento, que ficava acima da atração dos Piratas do Caribe. Walt Disney nunca viu essa ideia se concretizar, pois o Club só foi aberto em 1967, cerca de seis meses após sua morte.

Originalmente o lugar foi sendo construído pela esposa de Walt Disney, Lilian. O Club passou por diversas reformas em 2014, agora está com um design totalmente diferente do que ele costumava ser.

Entrada originária do Club 33, antes da reforma em 2014

Três convidados que tiveram a rara oportunidade de visitar o Clube 33, foram: Lily Hopkins, Max e Christina Martini. Eles estiveram lá, em junho de 2017, durante a celebração do 50° aniversário do clube.

Os membro dos Club 33 só precisam deslizar seus cartões de membro para entrar, pessoas comuns e sem reservas devem ser inseridas na lista de convidados na entrada.

"Depois de confirmar o seu último nome e reserva através de um tipo de atendente fora da porta secreta, a equipe zumbi te recebe e vocês entram em um lindo pátio onde eles te oferecem para tirar sua foto antes de andar no andar de cima do restaurante atual", disse Hopkins.

"Minha família vai para a Disneylândia frequentemente, então o Club 33 sempre foi muito misterioso", disse Hopkins. "Nós passamos a porta secreta fazendo piadas sobre todas as celebridades que devem estar lá dentro. Foi realmente emocionante finalmente poder vê-lo, depois de falar sobre isso todos esses anos".

Le Salon Nouveau é o salão reformado no Club 33

Como não somos membros do clube, houve acesso limitado sobre o que podíamos ver, disse Christina Martini.

Mas a área que visitamos tinha havia muito para ver e aprender sobre a história do Clube 33, continuou.

Os hóspedes também podem ter fotos exclusivas com personagens raros como Remy da animação Ratatouille.

Na verdade, fomos no 50° aniversário. Estar presente na mesma área em que muitas celebridades e o próprio Walt Disney vieram experimentar excelentes restaurantes nos fizeram sentir como se fossemos celebridades, alegou Hopkins.

Menu do Club 33

"O clube 33 é o único lugar no parque que se pode comprar álcool, tornando totalmente incríveis os menus de cocktail e mocktail. Fomos muito bem recebidos e toda a área de atendimento é espetacular. Segundo o que eles nos informaram, o clube foi decorado pela própria Lillian Disney", disse Hopkins.

É completamente diferente de tudo que eu já vi, disse ela. Não há nada no menu que eu já tenha pedido.

Alguns membros mais antigos do Club 33 afirmam ter visto mudanças que foram banidas através de relatórios da mídia, sites de fãs e comunicações da Disney, incluindo uma possível mudança no preço do menu e um possível limite para o número de convidados "não acompanhados" que podem entrar na sala de jantar.

O elevador que não pode ser utilizado

Esse elevador, que se encontra no interior do Club 33, foi escolhido pelo próprio Walt Disney, que o viu em um hotel em Paris, porém naquele momento, ele não estava a venda, o que fez o empresário do parque, procurar alguns engenheiros, e os enviar para o hotel, com o objetivo de tirar medidas exatas para a construção de uma réplica idêntica.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Via   Businessinsider     Ocregister  
Imagens Ocregister
Gustavo Camargo
Gustavo Camargo, 18 anos, Goiano, Publicitário, Homão da Porra. Fascinado por League of Legends, Hearthstone, Lúcifer (série) e Literatura.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.