9 coisas que os jovens pais fazem e precisam parar agora mesmo

13/09/17 às 15h29

Toda geração sempre ouve dos mais velhos como as coisas eram melhores em outros tempos. Com o passar dos anos, as formas de lidar com as situações sofrem mudanças importantes, e dentro disso está o jeito como os pais mais jovens criam seus filhos. A história não é novidade, mas é algo que parece sempre provocar as mesmas discussões em cada geração.

Talvez todas as mudanças que a tecnologia e a internet proporcionaram dão a impressão de que os chamados Millennials estão fazendo tudo errado, especialmente quando se fala da responsabilidade sobre uma nova vida. Mas a verdade é que existem milhares de formas diferentes de se criar umas crianças e a nova geração de pais está mostrando isso.

Apesar de parecer que os novos pais dão muita liberdade aos filhos, colocam as crianças em muito contato com tecnologia, são bonzinhos demais, compartilham muito conteúdo nas redes, abrem mão de tradições ou agem de uma forma chata e politicamente correta, a verdade é que isso é apenas uma nova forma que os pais mais jovens estão utilizando para criar os seus filhos, acompanhando as mudanças da sociedade.

Com isso esclarecido, a gente também sabe que nessa nova forma de apoiar os filhos, há muito exagero. Não é à toa que pais criativos ou descontrolados estão sempre chamando a atenção na internet com decisões pra lá de ousadas quando comparadas com os métodos mais tradicionais dos pais do passado.

Mesmo que a gente saiba que a evolução da criação das crianças mudou, também sabe rir quando faz essa comparação de uma forma bem humorada. Sendo assim, vamos conferir algumas dos pais Millenials que as gerações mais antigas iriam acreditar que precisam sumir imediatamente. Não é que isso tudo seja errado, mas talvez seja hora de por a mão na consciência para diminuir certos exageros.

1 - Tratar a hora refeição como hora de fazer obras de arte

2 - Planejar festas gigantes e insanas para crianças

3 - Fazer um verdadeiro espetáculo para ensaios fotográficos de bebês

4 - Enxergar crianças como modelos saídos das passarelas

5 - Tirar fotos em família assustadoras para crianças

6 - Criar fantasias exageradas para os pequenos

7 - Tomar atitudes sem sentido por audiência na internet

8 - Forçar os filhos a seguir os seus hobbies

9 - Dar nomes malucos para seus filhos

Lembrando que, como a gente já falou na abertura da matéria, cada geração tem a sua forma de lidar com a criação dos filhos e só estamos fazendo uma brincadeira com os exageros de hoje em dia. Se as atitudes provocam o bem das crianças e estreitam os laços dentro da família, não cabe a ninguém, independente de geração, condenar a criação.

PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.