8 lendárias cidades perdidas que, na verdade, foram encontradas

06/07/17 às 15h12

Talvez a gente nunca encontre as respostas sobre a verdadeira localização de Atlantis, a cidade perdida de El Dorado ou as montanhas de Shangri-La. Até onde sabemos, esses lugares podem nunca ter existido e são apenas frutos de nossa imaginação e de lendas antigas.

Apesar disso, vários outros lugares tão ou mais incríveis que esses existiram no mundo real. Como Atlantis, cidades verdadeiras foram apagadas da face da Terra por maremotos, terremotos ou epidemias. Por séculos, elas viveram apenas nas histórias, gerando dúvidas e questionamentos sobre a sua verdadeira existência.

Grande parte delas nunca foi encontrada, mas existem vários casos de cidades perdidas vistas como lendas que acabaram emergindo do passado e mostrando que muito do que se vê como mito pode ter respostas em questão de tempo. Aqui estão algumas delas!

1 - Helike

Atlantis não foi a única cidade grega mística que desapareceu sob as águas. De acordo com os mitos, Helike teria sido destruída pela ira de Poseidon depois de um ataque de fúria. A cidade encontrava seu fim em 373 a.C., mas nunca foi considerada algo além de uma parábola até o fim da década de 80. Na ocasião, dois arqueólogos começaram a busca pela cidade perdida, que acabou encontrada depois de mais de uma década de trabalho.

Em suas descobertas, os arqueólogos descobriram que o desastre não foi exatamente obra de Poseidon, mas sim um terrível terremoto que destruiu a região. Com o rompimento do chão, a água tomou conta da cidade e a manteve escondida sob um lago resultado do terror devastador.

2 - Dvaraka

Para os hindus, Dvaraka é uma cidade sagrada e casa do deus Krishna. Os arquitetos dos deuses teriam construído a cidade sob ordem do próprio Krishan, que exigira construções de cristal, prata e esmeraldas, além de 16.108 palácios para suas 16.108 rainhas. No fim das contas, a cidade teria sido destruída numa batalha entre Krishna e o rei Salva.

Mesmo com toda a cara de mito religioso, a cidade foi buscada por explorados e especialistas, que encontraram ruínas de um local que se encaixava nas descrições. De fato, não havia 16.108 palácios de prata, mas tinha a estrutura da cidade antiga.

Acredita-se que Dvaraka tenha sido uma das mais antigas cidades construídas no mundo, há cerca de 9 mil anos.

3 - Grande Zimbábue

No século 16, exploradores portugueses ouviam histórias de um lendário castelo em terras africanas, mais especificamente na região em que hoje fica o Zimbábue. De acordo com os nativos locais, existia uma fortaleza de pedra de autoria desconhecida entre as árvores. Um dos exploradores escreveu que os locais acreditavam que a grandeza das construções indicava que ela havia sido feita pelo diabo, pois era impossível ser gerada pelo trabalho de um homem.

Por séculos, a terra conhecida como Symbaboe foi considerada apenas uma lenda, até que foi realmente encontrada no século 18. Exploradores descobriram um castelo gigante com muralhas de pedra de mais de 11m de altura. O castelo foi construído por civilizações africanas perdidas no tempo em 900 d.C. e contava com relíquias de todo o mundo - como moedas árabes, cerâmica persa e objetos chineses da dinastia Ming -, provavelmente conquistadas por meio de escambos e outras negociações.

4 - Xanadu

Quando Marco Polo voltou da China, umas descrições mais impressionantes do império de Kublai Khan envolvia o palácio de Xanadu. De acordo com o explorador, o palácio era feito de mármore e cercado por um parque de 26km repleto de fontes, rios, animais selvagens e mais de 10 mil cavalos brancos guardados num outro palácio dourado guardado por dragões.

A construção foi destruída pelo exército Ming em 1369, antes dos europeus conseguirem ver o palácio e, desde então foi transportada para o plano das lenda e exageros históricos. Porém, o palácio acabou sendo realmente encontrado e foi possível perceber que Marco Polo não estava forçando a barra. Mesmo os dragões que o explorador descreveu estavam lá, na forma estátuas sobre pilares.

5 - Sigiriya

No século 5, o rei Kassapa construiu seu palácio no topo de uma rocha de 200m de altura, no Sri Lanka, mas não viveu ali por muito tempo. Logo depois do fim da construção, seu irmão Mogallana atacou o local e conquistou o castelo, que foi abandonado e deixado para trás como monumento. Com o passar dos anos, se tornou posto militar e monastério budista, até que ficou esquecido no tempo.

O castelo foi encontrado depois que arqueólogos europeus começaram a buscar sua real localização. Na entrada, havia um leão gigante guardando a porta, enquanto do lado de dentro foram encontrados cômodos mais incríveis do que os escritos pelas lendas. O castelo foi considerado tão singular, que a UNESCO o declarou a oitava maravilha do mundo.

6 - Leptis Magna

Leptis Magna era uma importante cidade localizada na Líbia que funcionava como posto de mercadoria do Império Romano, até que foi enterrada por uma tempestade de areia. Antes disso, o local já fora atacado por bandidos e invasores árabes, sendo deixando às ruínas para perecer sobre a areia.

A cidade passou cerca de 1.200 anos sob as dunas, até que foi encontrada por arqueólogos, no século 19. Ali, estava quase perfeitamente preservada, com muito mais que apenas algumas estruturas quebradas. A cidade ainda tem um anfiteatro, banheiros públicos, uma basílica e um circo que estão quase exatamente como na época em que ainda eram utilizados.

7 - Vinland

No ano de 1703, um clérigo alemão ouviu que os vikings haviam partido em navegação no Oceano Atlântico até encontrar uma terra distante chamada de Vinland, por conta das vinhas que cresciam no local. A história fora contada pelo rei Sven Estridsson, da Dinamarca, mas também era espalhada pelos próprios vikings e seus descendentes, o que fez com que ela fosse percebida apenas como um mito por muita gerações.

Foi só na década de 1960 que foi confirmado que eles estavam falando a verdade, quando uma embarcação de pesquisadores do Canadá encontrou vestígios e destroços de acampamentos vikings feito no século 11, conforme os relados sobre Vinland. Leia 7 coisas que você nunca soube sobre os verdadeiros vikings.

8 - La Ciudad Perdida

Há cerca de 1300 anos, o antigo povo Tairona construiu uma cidade ao longo da Sierra Nevada de Santa Marta, uma cadeia montanhosa que corre pela Colômbia, isolada dos Andes. Os Tairona viveram ali até que os espanhóis chegaram no local. Mesmo que eles não tenham se encontrado, as doenças espalhadas pelos europeus chegaram até os nativos e acabaram com a população, deixando a cidade abandonada e a civilização perdida.

A cidade só foi descoberta na década de 1970, quando um grupo de criminosos acabou ali por acidente e se deparou com porções de joias de ouro e estátuas de jade. Eles roubaram o que conseguiram e tentaram vender tudo no mercado negro, mas acabaram chamando a atenção de arqueólogos.

O que achou das cidades perdidas? Será que alguma outra lenda ainda não desvendada também vai ter sua resposta no futuro? Qual cidade mística desvendada você achou mais interessante? E qual ainda misteriosa gostaria de ver encontrada?

Via   Listverse  
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.