8 adaptações cinematográficas de anime que deram certo

13/09/17 às 18h38

Basta algum estúdio anunciar que pretende adaptar alguma obra para o cinema que o coração dos fãs tende a disparar. Claro, não é de hoje que a sétima arte procura em outros lugares histórias para recontar, especialmente na literatura. Isso é um costume que acontece desde o surgimento do próprio cinema. O problema é que com o tempo essas adaptações começaram a ganhar fama negativa, pois as pessoas apaixonadas pelas obras originais simplesmente não gostavam do que viam nos filmes. E ainda hoje as críticas persistem.

Muito provável que as reações negativas hoje estão maiores do que nunca, já que o cinema encontrou uma fonte na qual os fãs são realmente fanáticos: os quadrinhos e os mangás. Esse último quase sempre tem adaptação para animes, porém, as animações costumam seguir quase que a risca o material original, diferente dos filmes em live action. No entanto, apesar dos inúmeros erros que as adaptações cinematográficas insistem em cometer, de fato existem algumas que realmente deram certo. Pensando nisso, selecionamos alguns exemplos, confira a seguir.

Vale lembrar que para a lista separamos filmes que foram feitos tanto nos Estados Unidos quanto no Japão.

1 - Old Boy

 

Dirigido por Chan-Wook Park, embora o filme seja um conto violento sobre vingança, ele consegue ir muito além, mergulhando em um complexo estudo de caráter psicológico. A construção da narrativa em Old Boy é tão incrível que o que começa como um mistério, rapidamente evolui para uma tragédia ao melhor estilo grego. Todos os detalhes foram amarrados e perfeitamente planejados. O filme ainda inclui uma icônica cena de luta no corredor, bastante copiada desde então.

2 - Parasyte

Aqui, o diretor Takashi Yamazaki faz um ótimo trabalho de retratar a violência intensa e o humor suave retirados diretamente do material original. O filme ganha na ousadia, investindo em cenas inquietantes de alienígenas devorando humanos, algo que funciona de forma bem eficaz devido ao baixo orçamento da produção. Apesar de Parasyte ter alterado alguns elementos da obra original, o resultado foi satisfatório.

3 - Bunny Drop

Diferente de muitos títulos nessa lista, Bunny Drop não possui nenhum elementos sobrenaturais ou intensas cenas de violência gráfica. O filme é muito mais um estudo de personagem, tendo seu foco na relação pai e filha, as duas peças centrais da trama. A combinação entre drama e comédia é um forte ponto positivo para o filme, com destaque para a atuação de Ken’ichi Matsuyama e Mana Ashida, que conseguiram roubar todas as cenas.

4 - Blood: The Last Vampire

O filme ainda pode dividir opiniões entre os fãs, no entanto, ele soube pegar os bons elementos presentes no material original e expandir de forma habilidosa para as telonas. O filme tem uma boa fotografia, boas sequências de lutas e cenas de ação, com destaque para a perseguição no telhado, e um história que, no fim das contas foi muito bem contada para uma adaptação live action.

5 - Samurai X (Rurouni Kenshin)

Depois de Old Boy, muito provável que este seja a adaptação cinematográfica melhor avaliada pela crítica e pelo público. Parte do grande sucesso do filme sobre as aventuras de Himura Kenshin, um samurai sem mestre que jurou nunca mais matar novamente, se deve ao ótimo elenco escalado para interpretar os icônicos personagens do mangá/anime sem qualquer esforço. O filme tem ação, romance e boa história muito bem trabalhados, o que fez os fãs vibrarem com o resultado.

6 - My Love Story

Mais um exemplo de que mangás e animes não são apenas ação e violência. Um dia, o simpático Takeo salva Rinko Yamato, uma garota que mais tarde ele descobre que está interessada nele. Acontece que Takeo não está acostumado com esse tipo de situação, tendo seus interesses amorosos sempre perdidos para seu amigo. O filme acerta em retratar justamente esse cenário, no qual aos poucos ambos acabam se aproximando cada vez mais, intercalando a narrativa ora com comédia, ora com drama, junto com um roteiro muito bem escrito.

7 - Nana

Em uma viagem de trem, duas meninas descobrem que compartilham o mesmo nome e as semelhanças acabam por aí. A história acompanha a vida das duas Nana, na qual uma é estrala de uma banda de rock e muito, digamos, vida louca. Já a outra possui um olhar mais romântico sobre tudo e todos. Eventualmente ambas tem suas vidas ainda mais entrelaçadas e o filme conseguiu retratar muito bem as dualidades e similaridades dessas duas jovens.

8 - Death Note and L: Change the World

Dada toda a repercussão negativa em volta da recente adaptação da Netflix, talvez seja bom as pessoas saberem que existe uma versão live action bastante elogiada tanta pela crítica quanto pelos fãs. Na verdade, essa é uma adaptação feita para a televisão e dividida em dois filmes, que mantém quase todos os elementos importantes da obra original. O filme descarta a maioria das complicações absurdas que surgiram mais para o final da série e explora muito bem a complexa relação entre Light e L.

Você concorda com a lista? Qual filme excluiria da seleção? Qual acrescentaria? Não deixe de compartilhar sua opinião com a gente.

Via   SR     IMDB     TC  
Gabi Noronha
Khaleesi do horror, mantedora da zoeira e entusiasta da cultura pop!
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.