7 raças de cães que desapareceram com o tempo

12/01/18 às 15h55

Não é segredo que os cachorros são os melhores amigos do homem. Esses animais estão no topo dos mais buscados para se criar em casa e na companhia de crianças, adultos e idosos. Desde sempre as pessoas escolhem diferentes raças de cachorros para criar. Seja por histórico de comportamento ou status por sua beleza. Não é segredo também que existem pessoas que dedicam o seu tempo fazendo experimentos genéticos para criar novas raças de cães ou modificar as existentes. Acredite ou não, muitas das raças que temos hoje foram originadas desses cruzamentos. Os traços nos apresentam, basicamente, outro animal e com isso nos acostumamos com a aparência dele e esquecemos-nos das origens, caso conheçamos.

Com o passar do tempo, algumas características de uma raça acabam ficando desnecessárias, antiquadas ou até mesmo perigosas, o que faz com que ela desapareça de vez. Pensando um pouco mais sobre esses cãezinhos, resolvemos listar para vocês, caros leitores, algumas raças que deixaram de existir com o tempo. Aproveite para compartilhar com os seus amigos para que eles também fiquem antenados. Sem mais delongas, confiram conosco.

1 - Cão Dágua Inglês

Os últimos representantes da raça foram vistos ainda no começo do século 20. Eles eram muito conhecidos por causa da facilidade de caçar aves aquáticas. Acredita-se que a aparência dessa raça tenha inspirado na criação do Cão Dágua Irlandês.

2 - Bull e Terrier

Esse é um tipo de cão de briga que surgiu como resultado da seleção natural. Eles são bonitos e encantam os apaixonados por rinhas de cachorros por causa de seu porte físico. Eles são resultado da mistura de um antigo Buldogue inglês e outras raças de Terriers.

3 - Turnspit

Essa raça era utilizada em atividades domésticas, onde eles corriam em uma roda para fazer com que o forno da cozinha funcionasse. Para isso, o animal precisava ser resistente e ao mesmo tempo compacto, por causa do tamanho da roda. No final do século 19 esse aparelho deixou de ser usado e então a raça foi sumindo aos poucos.

4 - Mastim Cubano

Também conhecido como Mastim Cubano, a raça surgiu a partir do cruzamento entre o antigo buldogue inglês e o mastim espanhol. Eram animais usados na perseguição de escravos que fugiam. Após a abolição da escravatura, deixaram de produzir essa espécie e eles sumiram no início do século 20.

5 - Hare Indiano

Mais parecido com um coiote, essa raça tinha boas características para caça e para a proteção do lar. No século 19, quando o papel da caça em território ocupado por tribos sahtú diminuiu, a raça sumiu.

6 - Techichi

Esse era um cão anão que tinha a habilidade de subir em árvores. Ele é uma versão passada do Chihuahua e era muito conhecido no século 15 a.C. e há boatos de que foram domesticados pelos maias.

7 - Tesem

Essa raça hoje só pode ser vista nas pinturas do Antigo Egito. Acredita-se que a raça tinha ligação com o basenji. Eles possuíam pernas cumpridas, orelhas pontudas e uma cauda retorcida.

E aí, você sabia sobre isso? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
COMPARTILHAR INSCREVA-SE
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.