7 planos secretos de governos para invadirem outros países que acabaram vazando

12/09/17 às 14h57

E quem disse que os planos ou segredos de guerra nunca vazam? Quem um dia fez essa afirmação, caro leitor, está completamente enganado. Pois bem, não é de hoje que, digamos assim, fofocas vazam por aí. Por exemplo, vocês sabiam que os nazistas tinham um plano de invadir o Japão cerca de 100 anos depois da Segunda Guerra Mundial? Para eles, uma hora ou outra seria necessário ter uma guerra entre  a raça branca e a raça amarela.

Tendo planos de guerra assim em mente, a Fatos Desconhecidos resolveu trazer para vocês essa lista com alguns planos que vazaram, desde planos de guerra recentes, quanto planos de guerra antigos. Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria com os 7 planos secretos de governos para invadirem outros países que acabaram vazando:

1 - War Plan Red: o plano dos EUA para invadir o Canadá

Os EUA já planejou invadir o Canadá para depois declarar guerra a Grã-Bretanha. Mas como assim? Pois bem, caso a Grâ-Bretanha atacasse os EUA, eles iriam posicionar suas tropas exatamente no Canadá, e para evitar que isso acontecesse, eles tinham em mente fazer um ataque, digamos, preventivo.

O objetivo era dominar Halifax para que os britânicos não pudessem usá-lo como porto. O plano era bombardear a cidade com um gás venenoso, só para depois invadirem Niagara Falls e assumir as usinas de energia. A partir daí, seria fácil fazer a invasão, com tropas americanas dando cobertura pelo Quebec e Winnipeg e capturando as minas de níquel no oeste de Ontário. Depois de dominar o Canadá, com certeza a Grã-Bretanha pediria paz. A única preocupação era do Canadá se declarar neutro e se recusar a lutar.

2 - O plano canadense para invadir os EUA

Como já diziam os grandes narradores de futebol: "é lá e cá". Assim como os EUA tinham um plano de invadir o Canadá, os canadenses também tinham o plano secreto de invadir os EUA. Em 1921, o Canadá já tinham em mente que os EUA podiam fazer uma invasão, e assim como os americanos, os canadenses também pretendiam fazer um ataque de prevenção. Eles até chegaram a mandar um oficial para os EUA com o objetivo de descobrir os pontos fracos onde poderiam atacar.

Na real, os canadenses não esperavam conquistar os EUA, eles apenas queriam manter os americanos ocupados o suficiente para que a Grã-Bretanha intervisse. O plano era enviar tropas para costa oetes, enquanto uma equipe de combatentes do Quebec invadia. Eles pretendiam deixar os americanos em alerta para depois fugirem para a fronteira, deixando qualquer ponte ou caminho inacessíveis, incapacitando os EUA de invadirem o Canadá e dando tempo para seus aliados intervirem. Se isso acontecesse, o Canadá teria muitos aliados, pois o México, França e Japão iriam se unir para ajudar a destruir os EUA.

3 - Operação Dropshot

Caso esse plano tivesse dado certo, teria acontecido um apocalipse nuclear total, o que teria apagado a Rússia do mapa. No começo da Guerra Fria, os EUA eram o único país com acesso a armas nucleares, e eles tinham sérios planos para usá-las. Eles desenvolveram pelo menos nove planos para destruir a URSS. Um dos planos mais malucos tinha como objetivo atacar com 300 bombas nucleares 200 alvos da URSS, seguido de uma grande invasão terrestre.

O plano já tinha até data marcada, que era no dia 1º de janeiro de 1957, o dia em que os EUA iriam descarregar seu arsenal nuclear nos soviéticos. Eles desistiram do plano quando a URSS testou sua primeira bomba atômica. Se não fosse por isso, os EUA teriam definitivamente destruído a Rússia.

4 - O plano dos soviéticos envolvendo armas nucleares na Europa

Mas é claro que os soviéticos tinham seus próprios planos, inclusive, alguns deles nós nunca saberemos. Porém, existem um plano que foi elaborado em 1979 e acabou vazando, e talvez, se não tivesse vazado, quem sabe provocaria a Terceira Guerra Mundial.

O plano baseava-se na ideia de que a OTAN iria lançar seu primeiro ataque nuclear na Polônia, e a URSS tinha como objetivo atingir a OTAN antes que isso acontecesse. Eles iriam lançar armas atômicas de 7,5 megatons em algos da Alemanha Ocidental, Bélgica, Holanda e Dinamarca. Depois, eles enviariam tropas para invadir a Europa, até o rio Reno.

Para eles, Praga e Varsóvia seria destruídas por ataques nucleares, e o plano seria mandar o exército polonês para um missão suicida. Dentro de sete dias, era previsto que mais de dois milhões de pessoas polacas morreriam.

5 - Plano nazista para invadir o Japão

Os nazistas nunca acreditaram que a aliança com o Japão duraria, pois quando a guerra acabasse, muita coisa iria mudar. Hitler dizia que, mais cedo ou mais tarde, haveria um confronto entre os brancos e os amarelos. Bom, eles acreditavam que poderia existir cerca de 100 anos de paz até disso acontecer, mas ainda assim, eles precisavam estar preparados.

Himmler tinha sido encarregado de preparar os SS para a luta, e estava preocupado se os alemães iriam se tornar fracos durante os tempos de paz. Ele planejou manter seus soldados fortes e manter a erradicação racial implacável. Outra saída era ter uma população para fazer isso. A Alemanha passaria a próxima década "reproduzindo" como se nunca tivesse feito, para que assim sua população fosse exageradamente grande. Eles previram que no momento da guerra entre brancos e amarelos, os japoneses teriam um exército de um bilhão de homens, e a Alemanha precisava estar a altura.

6 - O plano suíço para deixar de ser neutro

Os suíços não estavam completamente em paz, na verdade, eles até tinham ideia de entrar na guerra, e em 1940, isso quase aconteceu. Até então, a Suíça estava completamente cercada por exércitos do Eixo e teve que considerar seriamente a possibilidade de que uma hora alguém poderia atacá-los.

Eles tinham em mente que o Eixo poderia atacar a qualquer momento, e precisavam estar preparados para o pior. Os suíços tiraram todas as tropas das fronteiras e mandaram para os Alpes, onde montaram fortalezas e bunkers para combaterem uma invasão. Tudo isso era para transmitir a ideia de que, se alguém mexesse com os suíços, não seria tão fácil assim derrotá-los. Isso não era apenas uma paranoia, pois os nazistas tinham um plano secreto, chamada Operação Tannenbaum, que era exatamente o que os suíços temiam.

7 - O plano turco de invadir a Síria

Em 2014, um plano sobre a conspiração turca para invadir a Síria vazou. Na gravação, os ministros turcos falam sobre um possível ataque terrorista para resgatar o túmulo de Suleyman Shah, o pai fundador do Império Otomano. Um dos ministros ainda dizia que um ataque terrorista "deveria ser visto cmo uma oportunidade para nós". Se os terroristas atacarem, eles teriam uma desculpa para enviar mais soldados par aa Síria e começar uma guerra.

O chefe de inteligência turco, Hakan Fidan, levou o caso ainda mais a sério. Se os terroristas não atacassem, ele enviaria "atores" para fingir um ataque. "Vou enviar quatro homens da Síria, se for o caso", prometeu Fidan. Além disso, ele declarou o seguinte: "A legitimidade não é um problema. A legitimidade pode ser fabricada".

Mas e você tinha ideia de que todos esses planos secretos de invasão tinham vazado? Comentem!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.