7 pessoas notáveis que conseguiram escapar de Auschwitz

11/01/19 às 16h59

Um parte super sombria da história da humanidade foi o nazismo. Quase todas as pessoas sabem sobre o regime de Adolf Hitler e a quantidade de morte que ele trouxe em busca da supremacia racial que ele acreditava. E entre os campos de concentração, o de Auschwitz-Birkenau foi o mais infame de todos.

Nesse campo, mais de um milhão de pessoas morreram e ele era extremamente vigiado e sua porta tinha vigas e fileiras eletrificadas, o que tornava praticamente impossível a fuga de qualquer pessoa que estivesse dentro dele. Estima-se que 900 presos tentaram fugir e a maioria deles foi recapturado e executado depois. E desses que conseguiram sair, 144 conseguiram escapar do campo definitivamente e sobreviver. Listamos aqui algumas pessoas que conseguiram escapar de Auschwitz e contar suas histórias.

1 - Eugeniusz Bendera

Kazimierz Piechowski foi um fugitivo famoso do campo de Auschwitz e com ele, fugiram outros três homens. Um deles era Eugeniusz Bendera. Os detalhes da vida do homem são desconhecidos, mas ele coordenou a fuga tão bravamente quanto Piechowski.

Ele era um ucraniano e trabalhava em Auschwitz como mecânico que foi onde ele conheceu Piechowski. Quando um trabalhador da resistência disse a Bendera que ele seria executado, ele foi até Piechowski e planejaram uma fuga. No dia 20 de junho de 1942, os dois homens e mais outros dois conseguiram fugir do campo de concentração com um carro. No fim, Bendera se estabeleceu em Varsóvia até morrer nos anos 1980.

2 - Tadeusz Wiejowski

Esse sapateiro polonês foi a primeira pessoa a conseguir escapar, com sucesso, de Auschwitz. Ele chegou no campo no dia 14 de junho de 1940 e teve sua fuga auxiliada por cinco trabalhadores poloneses.

No dia 6 de julho de 1940, Wiejowski se disfarçou como um desses trabalhadores e saiu do campo junto com eles. Assim que conseguiu sair de Auschwitz, os homens ajudaram Wiejowski com comida e dinheiro. Os trabalhadores foram interrogados e quatro deles morreram no campo. O quinto veio a falecer logo depois da guerra. Depois de ter fugido, o homem foi para sua cidade natal e viveu escondido lá por um ano. Depois ele foi enviado para a prisão de Jaslo e executado depois.

3 - Rudolf Vrba

Esse homem, que nasceu na Checoslováquia, foi a primeira testemunha ocular do que acontecia em Auschwitz. Ele foi preso em 1942 e mandado para o campo de concentração de Majdanek e logo depois para Auschwitz.

Em 1944, ele junto com Alfred Wetzler se esconderam sob uma pilha de troncos em um canteiro de obras. Três dias depois, eles fugiram de Auschwitz e foram para a Eslováquia. Quando chegaram em Zilina, na Checoslováquia, eles contaram o que viram no campo de concentração. Esse relatório foi enviado ao governo dos EUA e da Grã-Bretanha.

4 - Jerzy Bielecki

Esse homem escapou, em 1944, de Auschwitz e enquanto escapava também salvou a vida de uma judia. Ele chegou no campo de concentração em 1940, e foi um dos primeiros prisioneiros de lá. Ele trabalhava no armazenamento de grãos e, em 1943, conheceu uma jovem chamada Cyla Cybulska. Eles se comunicavam secretamente e se apaixonaram.

Bielecki viu que a vida da menina estava em perigo e começou a planejar uma fuga. Ele conseguiu um uniforme de SS e um documento falso que dizia que ele levaria Cyla para trabalhar em uma fazenda. O truque funcionou e eles conseguiram fugir. Depois, eles decidiram se separar para evitar que fossem recapturados. Em 1983, eles se reencontraram mas o romance não existia mais.

5 - Simon Gronowski

Quando ele tinha apenas 11 anos, ele e sua mãe foram colocados em um carro de gado em direção à Auschwitz. O pai de Simon tinha conseguido escapar dos nazistas e ele estava disposto a se juntar a seu pai. Alguns homens, que também estavam no carro, conseguiram forçar uma abertura e fugiram.

Quando Simon ouviu os tiros, ele correu para a floresta e ficou a noite inteira correndo em meio às árvores. Uma hora ele encontrou um aldeia, onde bateu de porta em porta, e conheceu uma mulher que o levou até a polícia local. O policial Jan Aerts resolveu ajudá-lo e deu comida, roupas limpas e colocou o menino em um trem para Bruxelas que era onde o pai de Simon morava. O menino conseguiu se encontrar com seu pai e assim, sobreviveram à guerra escondidos com famílias católicas.

6 - Witold Pilecki

Esse veterano de guerra polonês deve ter sido uma das poucas pessoas a terem ido para Auschwitz voluntariamente. Em 1940, ele se permitiu ser preso para ajudar a resistência. Ele ficou no campo de concentração por três anos, reunindo informações e fazendo relatórios secretos sobre a vida no campo.

Em abril de 1943, ele planejou sua fuga. E no dia 26 daquele mês, ele e dois internos estavam trabalhando na padaria e quando nenhum guarda da SS estava olhando eles conseguiram sair e fugir.

7 - Herman Shine

Ele nasceu em Berlim e lhe foi negada a cidadania alemã porque seu pai era polonês. Em 1939, ele foi enviado para um campo de concentração junto com seu amigo de infância, e em 1942, enviado à Auschwitz.

Eles encontraram, no canteiro de obras, um homem chamado Jozef Wrona que foi quem coordenou o plano de fuga deles. Em 20 de setembro de 1944, eles fugiram, se escondendo em uma vala. Depois, eles caminharam por 16 quilômetros até a fazenda de Wrona. Eles se esconderam no celeiro da fazenda até que os alemães recuassem. Eles ficaram com uma família da Polônia até a guerra acabar.

VER COMENTÁRIOS
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.