7 lugares inesperados onde vida foi encontrada

13/09/17 às 17h58

Falar sobre a vida pode ser algo muito amplo, não é mesmo? Quantas formas de vida existem em nosso planeta? E será que existe vida fora da Terra também? São questões que muita gente se pergunta o tempo todo, principalmente teóricos e cientistas, que vivem em busca de respostas. Acontece que existem muitos lugares que até pouco tempo pensávamos que era impossível existir vida, mas estudos e pesquisas provaram o contrário.

A questão é que, a cada vez que encontram diferentes formas de vida em lugares não tão prováveis assim, as esperanças de que exista vida fora da Terra são alimentadas. Será que algum dia teremos a resposta para esta pergunta? Bom, enquanto não sabemos disso, resolvemos listar abaixo 7 desses locais inesperados onde cientistas encontraram vida. Confere aí!

1 - Na atmosfera superior

Em um voo feito pela NASA em altura superior a 10 mil metros de altura, próximo ao Monte Everest, os cientistas a bordo filtraram algumas partículas do ar. A experiência mostrou que 20% de tudo que eles capturaram na fria e fina atmosfera, eram células vivas. Uma delas tratava-se da bactéria patogênica E Coli, encontrada na atmosfera alta, fazendo com que ela acabasse aumentando as perspectivas de doenças.

2 - Em cristais

No México, existe uma mina chamada de Mina Naica, onde a exploração de chumbo e prata era muito frequente até certo tempo atrás, mas algo muito mais interessante foi encontrado no lugar: um sistema de cristais com 12 metros de comprimento e pesando algumas toneladas. A imagem é realmente impressionante, mas atinge temperaturas de 50ºC, e a umidade do local é muito baixa.

Os pesquisadores precisaram usar roupas especiais para explorar a área. O mais impressionante é que nestes cristais foram encontrados micróbios que nunca foram vistos antes em outro lugar, e sua capacidade de sobreviver durante tanto tempo pode indicar que existam outras formas antigas de vida a serem descobertas mundo afora.

3 - No espaço

Exatamente, já encontraram vida no espaço mas pode se acalmar que não se trata de nenhum homenzinho verde. Para quem não conhece, os Tardigrades são criaturas bem pequenas que são capazes de fazer algo realmente incrível: eles podem hibernar e se tornar praticamente indestrutíveis. Quando a água do local onde estão seca, eles possuem a habilidade de sentir e então expulsam água do próprio corpo, se transformando em uma bola seca que passa a se chamar tun.

Assim que ele entra novamente em contato com a água, ele volta a ser um Tardigrades, visto que se reidrata e volta à vida. Acontece que enquanto ele estiver em forma de tun pode resistir ao vácuo, à radiação, a temperaturas extremamente altas e baixas, enfim... A uma série de situações.

Alguns cientistas resolveram então testar como eles reagiriam caso fossem levados ao espaço. Anexaram alguns deles em um satélite e os soltara, no espaço. Depois de 10 dias aparentemente a maioria havia realmente morrido, mas quando foram trazidos de volta para a Terra, os cientistas os colocaram na água e o incrível aconteceu: a maioria voltou a viver.

4 - Nas rochas

Quando amostras de aragonito mineral foram analisadas por cientistas, eles acabaram descobrindo que o mineral poderia ter sido produzido por bactérias nas profundezas da Terra, estas, que acabaram sendo derrubadas depois da colisão de placas tectônicas. Deduziu-se então que as bactérias continuaram vivendo e produzindo metano sob altíssimas temperaturas e pressões abaixo do solo, fazendo com que o metano acabasse sendo incorporado ao aragonite.

5 - Na água fervente

Provavelmente você já ouviu falar que para matar as bactérias, é preciso ferver a água. Mas como seria então possível encontrar vida na água fervente? Acontece que existem sim alguns organismos que conseguem resistir ao ponto de ebulição da água.

Naturalmente não pode existir água a 100ºC na superfície da Terra já que ela ferveria, mas isso é totalmente possível em níveis abaixo do oceano, permitindo que a água seja superaquecida. Ela brota lá do fundo da Terra, em locais chamados de enchimentos hidrotermais. Esses locais são perfeitos para abrigar alguns tipos de bactérias.

6 - No Mar Morto

É estranho existir sinais de vida no mar morto, não?! Mas acontece que ele é famoso por ter uma grande concentração de sal em suas águas e para que a vida possa existir, é preciso ter sal em faixas bastante estreitas de concentração. Os micróbios que tem a capacidade de sobreviver a altos níveis de sal podem ser chamados de halófilos.

Existem muitas fissuras no fundo do Mar Morto, permitindo que a água fresca seja filtrada na água logo acima, que é salgada. Ao redor, crescem "tapetes microbianos", onde a maioria de seus organismos consegue se adaptar  água doe ou salgada.

7 - No Reator de Chernobyl

Não é novidade que a grande explosão que aconteceu com o reator de Chernobyl  foi um dos maiores desastres nucleares de que se tem conhecimento na história. Os efeitos causados pela radiação são capazes de danificar muito as células de DNA, sendo responsável por grandes mutações. Enquanto as pessoas procuravam fugir dali o mais depressa possível, outros organismos tinham o reator como destino.

Os chamados "fungos negros" foram encontrados se desenvolvendo em meio a enorme radioatividade da usina. Quando foram levados para experimentos em laboratórios, cientistas descobriram que eles se desenvolvem e procuram por radioatividade, onde crescem de forma mais rápida, o que fez com que os pesquisadores acreditassem que eles a usassem como fonte de energia.

E então pessoal, o que acharam? Não deixe de compartilhar suas ideias com a gente, aí mesmo pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.