7 assassinos que foram perseguidos pelos fantasmas de suas vítimas

13/09/17 às 16h23

Se você acredita em fantasmas, talvez você também vá gostar das nossas matérias com os 7 fantasmas que assombraram os sets de séries e filmes ou os 6 assustadoras histórias de crianças fantasmas ao redor do mundo. É, meus queridos, parece que coisas sobrenaturais realmente acontecem, e algumas provas disso são os casos que os próprios assassinos contaram afirmando que estavam sendo assombrados pelo espíritos de suas vítimas.

Se isso não passa de problemas mentais dos assassinos, nós não sabemos, mas se eles afirmam, quem somos nós para discutir, certo? Então, caros amigos, confira os 7 assassinos que foram perseguidos pelos fantasmas de suas vítimas:

1 - Mark Bridger

Mark Bridger era um cara estranho, ele passou vários dias de sua vida bebendo e vendo pornografia infantil. Depois de uma noite de bebedeira no ano de 2012, Bridger saiu de casa para se "encontrar" com uma menininha de 5 anos de idade. April Jones entrou em seu carro para nunca mais ser vista. Bridger foi visto no dia seguinte e admitiu que havia matado a menina. Porém, segundo ele, tudo não passou de um acidente. Bridger disse que atropelou a garotinha e colocou seu corpo no carro antes de chamar ajuda. Ele ainda afirma que bebeu tanto na noite que não conseguia se lembrar de onde estava o corpo.

O que ele não esperava era que especialistas encontrassem fragmentos de ossos e sangue que combinavam com o DNA de Jones em sua casa, e por isso a polícia rejeitou sua história. Para a polícia, Bridger agrediu sexualmente a menina e depois espalhou as partes do seu corpo, e o tribunal acabou concordando com essa versão. Bridger foi considerado culpado e condenado a prisão perpétua. Segundo um colega de cela de Bridger, ele é torturado por visões de Jones, que aparece em sua cela à noite.

2 - Jose E. Ferreira Jr.

João Ferreira, quando tinha 17 anos de idade, conheceu Carrie Ann Jopek, de 13 anos, em uma festa em 1982. Até aí tudo bem, mas quando Ferreira chamou Jopek para ir até o porão da casa, as coisas começaram a ficar estranhas. Ele a empurrou nos degraus do porão, Jopek acabou quebrando o pescoço e morrendo. Sabe-se lá o que Ferreira fez com a menina, mas ele a enterrou na casa do vizinho. O corpo só foi encontrado 17 meses depois.

A polícia não teve pistas e o caso permaneceu sem solução. Três décadas depois, Ferreira finalmente confessou o assassinato, e disse que o espírito de Jopek o assombrou desde a sua morte.

3 - Victor Amewugah

Victor Amewugah chamou um táxo para uma "viagem sem volta' no ano de 2013. No meio da viagem, ele sacou uma arma e matou o motorista do táxi. Amewugah repetiu o mesmo crime algumas vezes, e sendo suspeito, ele teve de fugir e se esconder. Logo, ele começou a ser assombrado pelo fantasma da sua segunda vítima, e segundo ele, o fantasma aparecia constantemente em seus sonhos e chegou a lhe dar um tapa na cara no meio dos seus sonhos.

Por várias noites ele não conseguiu dormir, a situação ficou tão insuportável que ele confessou a um amigo sobre os assassinatos. O amigo de Amewugah não pensou duas vezes e chamou a polícia. Quando a polícia encontrou Amewugah, ele confessou os seus crimes e lamentou suas ações. Amewugah aconselhou seus amigos criminosos a sair do crime para não serem assombrados pelos fantasmas das vítimas.

4 - Al Capone

No dia 14 de fevereiro de 1929, sete associados do North Side Gang, incluindo James Clark, se encontraram em uma garagem. Quatro homens, entre eles dois que eram policiais, se aproximaram deles. Os policiais alinharam os membros da gangue contra uma parede e abriram fogo. Todos os sete foram mortos.

Enquanto o massacre não teve solução, acreditava-se que os crimes tinham sido liderados po rAl Capone, líder da gangue rival. Al Capone foi preso meses após os assassinatos. Capone foi preso meses depois, e quando estava na prisão, alguns guardas disseram que ele gritava desesperadamente, dizendo para James deixá-lo em paz.

Quando ele saiu da prisão, Capone queria arrumar um jeito de se livrar do fantasma, mas não conseguiu. Anos depois, seus guarda-costas escutavam Capone implorando que alguém o deixasse em paz, e quando entraram na sala, Capone estava sozinho. Ele disse aos seus guardas que estava sendo assombrado pelo fantasma de James Clark.

5 - Bhim Shankar Giri

O irmão de Bhim Shankar Giri, Jeetendra Anantlal Giri, vivia assediando a sua esposa. Bhim pediu diversas vezes para Jeetendra deixar sua esposa em paz, mas ele não escutava. Foi aí que Bhim teve a péssima ideia de resolver matar o seu irmão. Ele atraiu Jeetendra para uma área isolada com a promessa de uma festa, depois de embebedá-lo, Bhim cortou sua garganta.

Bhim escondeu o corpo de seu irmão, e quando sua família percebeu que ele estava desaparecido, eles deram queixa na polícia. Uma semana depois do assassinato, Bhim começou a escutar a voz do seu irmão assassinado, e até em seus sonhos ele o perturbava. Uma noite, Bahim sonhou que seu irmão estava o sufocando e que Jeetendra disse que iria assombrá-lo pelo resto da vida. Bhim foi correndo para a casa da sua família e acabou confessando o crime. Eles levaram Bhim para a delegacia, onde acabou sendo preso.

6 - Daniel French

No ano de 2012, Daniel French queria ter dinheiro de uma maneira fácil, e decidiu roubar uma casa. French entrou na casa de Barbara Howe, de 87 anos, e usando uma arma de choque, acertou o pescoço da senhora. A mulher não morreu na hora, mas French a estrangulou. Ele escondeu o corpo e roubou seus pertences. French encontrou 18 dólares e um anel de diamante, que acabou jogando fora pela janela do seu carro.

O assassinato de Howe demorou dois anos para ser resolvido, quando os policiais conseguiram reunir provas que levavam a French. Quando ele foi questionado, French acabou confessando o crime. Ele disse a polícia que sentiu-se mal pelo que fez, que via  o fantasma da Sra. Howe e até chegou a pedir desculpas para ela.

7 - Terry Childs

Em 1987, Terry Childs esfaqueou uma menina de 17 anos chamada Lois Sigala. Ele foi condenado por assassinato e pegou 41 anos de prisão. Enquanto estava preso, ele confessou vários assassinatos. Uma de suas vítimas foi Linda Ann Jozovich. Em 1979, ele havia sequestrado a garota e a matado. Seu corpo estava nas monhas de Santa Cruz, e demorou uma década para ser encontrado.

Childs afirmou que ele tinha que confessar os assassinatos para "libertar-se dos demônios". Ele disse que estava assustado pelos fantasmas de suas vítimas, que os via em sua cela olhando para ele e comendo o seu cérebro. Ele afirmou que Jozovinch o perseguiu, mas desapareceu depois que ele confessou o assassinato.

E aí, acreditam que todas essa pessoas foram realmente assombradas pelos fantasmas de suas vítimas? Comentem!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.