5 coisas que você provavelmente não sabia sobre Yu-Gi-Oh

12/09/17 às 17h20

Existem vários animes que nos deixam nostálgicos, e Yu-Gi-Oh é um deles! Da mesma forma que os fãs de Pokemon ficaram empolgadíssimos com o anúncio de Pokemon GO, recentemente a internet foi a loucura com um protótipo que pretendia trazer as batalhas de Monstros de Duelo com hologramas que costumávamos ver no anime para a vida real. Apesar de ter uma trajetória difícil com uma adaptação que mudou muito o mangá e mais uma série de censuras, o jogo de cartas ganhou os nossos corações (mas não o das nossas mães que jogavam as "cartinhas do capeta" no lixo) e nos mata de saudade até hoje.

Por isso hoje trazemos para você algumas curiosidades que você provavelmente não sabia sobre essa franquia. Está pronto? É hora do duelo!

1 - Maior torneio de Trading Card Game

Yu-Gi-Oh está no Guiness Book, o livro de recordes, como o maior campeonato de Trading Card Game. Pois é, nem Pokémon e nem Magic, mas Yu-Gi-Oh. O título foi obtido no centésimo Yu-Gi-Oh Championship Series com nada mais nada menos que 4364 concorrentes. No final do evento, Michael Balan ganhou o título de campeão usando um deck do tipo dark.

2 - Título diferente

Você provavelmente conhece o título Yu-Gi-Oh por ter assistido o anime na sua infância, mas a saga possui nomes diferentes como Monstros de Duelo (que é o nome do jogo de cartas dentro do anime) e Monstros dos dados masmorra, que é um spin-off da série original. Nos livros, a franquia tem o título Duel Art (Arte do Duelo). O jogo de cartas também tinha um nome diferente: Magic & Wizards. Só com o tempo tudo foi se acertando e o titulo Yu-Gi-Oh passou a ser usado para tudo.

3 - Relíquias do Milênio

As relíquias do milênio são um ponto importante de Yu-Gi-Oh, cada um desses artefatos possui poderes específicos que dão algumas vantagens ao seu portador. Mas você sabe da origem de cada um deles? O Olho do Milênio que Pegasus possui pode ler a mente das pessoas, mas originalmente ele pertencia ao sacerdote Akunadin. Já o Enigma do Milênio de Yugi ao ser montado pelo protagonista permite que ele conheça um antigo faraó, e é a partir disso que o garotinho começa a amadurecer, mas inicialmente ele não era um quebra-cabeças e sim um pingente.

4 - Trabalhos de fãs

Qualquer pessoa muito fã por uma obra gosta de ver o que os fãs ilustradores fazem a partir do original. Quantas vezes não sonhamos com teorias e designs feitos por fãs? E nisso, os fãs de Yu-Gi-Oh podem ficar felizes! A Konami não criou os monstros de duelo sozinha, mas permitiu que os fãs criassem as próprias criaturas e as lançou como cartas oficiais do jogo. 16 cartas criadas por fãs entraram no Trading Card Game da franquia, sendo que 15 estavam presentes em pacotes booster. Uma delas, Tyler, the great warrior foi resultado de uma campanha de Make-a-wish, projeto que realiza sonhos de crianças e jovens com doenças graves.

5 - Xadrez

Você se lembra que Duke Devlin desenvolveu um jogo e ele apareceu em alguns poucos episódios do anime? Monstros dos dados masmorra misturava as criaturas de Monstros de Duelo com um jogo semelhante ao xadrez, e acabou que essa modalidade também ganhou espaço dentro da franquia! O jogo é composto por um tabuleiro em que o jogador pode movimentar suas criaturas e atacar ou não os monstros inimigos. Mesmo que a Konami tenha dado uma chance a modalidade, ela não foi bem aceita entre os fãs, mas se quiser testar existe um jogo de simulação disponível para Playstation.

Você já conhecia alguma dessas curiosidades? E qual outro segredo sobre Yu-Gi-Oh você pode contar para a gente? Deixa pra gente nos comentários.

Via   The Richest  
Ana Monteiro
Cresceu com um Mega Drive, um Super Nintendo e muitos desenhos animados. Estudante de cinema, violinista, entusiasta de narrativas de fantasia e presença garantida em mesas de RPG. Muito tsunderismo em apenas 1,54 de altura. @HeartillyR_
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.