Por que os gatos gostam tanto de caixas?

22/06/17 às 18h59

Qualquer pessoa que já conviveu com um gato sabe disso. Você investe no melhor brinquedo, no acessório mais criativo e revolucionário e seu animal de estimação não apresenta nada além de indiferença. Mas existe algo que tem um sucesso garantido na hora de atrair a atenção do bichinho, e mesmo que você não tenha um gato, mas acompanhe a vida dos animais pelos vídeos na internet, você sabe do que estamos falando: caixas de papelão.

Podem ser caixas grandes, pequenas, quadradas ou irregulares. Não importa. Basta deixar uma caixa solta em algum lugar e esperar alguns segundos até que o bichano assuma o comando do local.

Mas por que os gatos gostam das caixas? É uma das perguntas que permeiam nosso imaginário por tempos, já que a resposta não parece nada óbvia para os mais desavisados. Ver o amor dos animais pelas caixas parece nos fazer questionar tudo o que sabemos sobre conforto e diversão.

Necessidade biológica

Assim como várias outras coisas estranhas que os gatos costuma fazer, a ciência não consegue explicar exatamente esse mistério felino. Existe uma vantagem óbvia que o ambiente oferece quando pensamos de forma biológica: os gatos são naturalmente predadores de abordagens silenciosas e as caixas oferecem um ótimo esconderijo que permite observar os ambientes em que vivem. Mas como os animais são domésticos, claramente existe algo além dessa explicação.

Para nossa sorte, biólogos comportamentais e veterinários conseguiram encontrar algumas explicações curiosas. Na verdade, se todas as evidências forem analisadas em conjunto, podemos dizer que os gatos não só gostam das caixas, mas precisam delas.

"Existe aquela famosa máxima, ‘Pense fora da caixa’", lembra a terapeuta de gatos Carole Wilbourn, de Nova York. "Os gatos gostam de pensar dentro delas."

Conforto felino

Gatos, explica Wilbourn, apreciam o conforto de espaços apertados porque os fazem sentir mais seguros e dominantes. "Eu acredito que parte disso tem a ver com quando eles eram filhotes e estavam dentro do útero, se sentindo seguros e confortáveis. Existe uma sensação de conforto que lhes permite fazer o que querem enquanto se sentem intocáveis."

E a ciência consegue defender a mesma teoria.

Especialistas em comportamento animal estudaram níveis de estresse em gatos recém-chegados a abrigos e descobriram que os felinos com acesso a caixas eram menos estressados e conseguiam se adaptar com mais velocidade do que aqueles que não tinham o mesmo hábito. Mesmo que eles não fiquem tão protegidos quanto pensam, já que é possível fazer praticamente as mesmas coisas com um gato dentro de uma caixa ou fora dela, a percepção dos animais pode ser de que eles estejam completamente protegidos de ameaças.

Se proteger num ambiente de tamanho reduzido e limitado ainda pode oferecer uma outra vantagem: isso ajuda os gatos na retenção de calor corporal. Os gatos gostam de se manter a temperaturas de 30ºC a 36ºC, o que pode justificar porque adoram o contato com humanos ou máquinas aquecidas, como computadores e outros dispositivos eletrônicos. "Quando um gato está aquecido, ele se sente mais relaxado", explica Wilbourn.

Se você ainda acha a preferência estranha, perceba como os gatos parecem estar confortáveis e à vontade dentro das caixas, sempre tranquilos e pacíficos. "É uma associação positiva. Simplesmente é fácil para um gato ficar feliz dentro de uma caixa", declara Wilbourn.

Da próxima vez que for comprar um presente para o seu gato, lembre-se disso. Talvez ao comprar um presente para você mesmo, também vai agradar o animal se doar a caixa da embalagem para ele.

PH Mota
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.