A mãe não entende porque a filha tem depressão, e ela tenta explicar da melhor maneira que consegue

09/05/17 às 19h34

O distúrbio cerebral caracterizado pela persistente ou perda de interesse em atividades, causando prejuízos significativos na vida diária, a depressão, atinge cerca de 2 milhões de pessoas por ano somente no Brasil. A sensação de tristeza constante podem incluir alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. Além disso, a doença pode ser associada a pensamentos suicidas.

Sabrina Benim é uma das milhões de jovens que sofrem com a depressão. Em uma tentativa de explicar para a mãe o motivo de, às vezes, se sentir triste e não querer sair, a jovem tenta expor da melhor maneira possível a sua doença.

No vídeo (em espanhol) ela relata que têm dias que a depressão é pequena e ela consegue superar, já em outros momentos a impressão que dá é que não tem forças para lutar, esses períodos ela chama de "dias escuros". A sua mãe chega a perguntar o motivo da depressão ser mais forte, mas, segundo a jovem, em alguns dias não é possível vencê-la, pois se dá conta que um dia todos vão morrer.

Ela ainda conta que não tem medo da morte, mas isso faz parte do problema. Ela explica ainda que quando não quer sair da cama a culpa é da ansiedade que a faz refém de sua casa. "A ansiedade é como se fosse um primo que vai na casa do parente para visitar e a depressão a chama para fazer uma festa. A festa sou eu, mas nunca quis estar ali", diz.

Sabrina conta ainda que vez ou outra a sua mãe pergunta o "porque ela não vai em festas reais com os seus amigos?", mas a jovem diz que faz planos, mas não sente desejo de ir, "porque não é divertido ver outras pessoas alegres quando ela não sente isso".

De acordo com ela, às vezes, a lua é a melhor companhia quando, durante a madrugada, sente insonia, e não é possível "contar carneirinhos", como sugere a sua mãe, pois "a sua mente só conta as razões para ela estar desperta".

Ainda durante o vídeo Sabrina fala sobre a famosa frase que as pessoas dizem: "Ser feliz é uma decisão", mas  para uma pessoa depressiva, "a felicidade é como uma febre muito alta prestes a explodir".

A jovem ainda diz que não tem medo de morrer, mas sim de viver. Segundo ela, é melhor ficar vendo TV do que visualizar o vazio em sua cama, apesar de que, no final, a depressão sempre a arrasta para lá.

Que depoimento emocionante. Qual é a sua opinião sobre esse assunto? Deixe abaixo nos comentários.

Via   Upworthy  
Imagens Button Poetry
Géssica Veloso
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.