Esse zumbi realmente existiu e fez coisas terríveis

07/06/17 às 17h43

O que você faria se encontrasse com um zumbi no meio da noite em uma rua? Provavelmente a sua resposta seja "correr" ou dizer que essas coisas não existem. Porém, sentimos muito em lhe informar, mas temos relatos de que um cazumbi já existiu e, na época, deixou muita gente apavorada.

Zumbis, segundo a cultura popular, são caracterizados como cadáveres que são reanimados, possuem hábitos noturnos, vivem perambulando pelos lugares de forma estranha, como um morto-vivo, e sem personalidade. As histórias de zumbi se iniciaram com o surgimento da religião haitiana Vodu, que acabou se tornando a oficial no país. Nessa crença, as pessoas cultuam os antepassados.

No Vodu, as pessoas acreditam que podem ressuscitar mortos usando uma combinação química de feitiçaria. E foi isso que aconteceu com um jovem haitiano em maio de 1962. Clairvius Narcisse tinha 40 anos quando a sua família achou que ele havia sido assassinato, mas na verdade ele só tinha ingerido um veneno que o fazia ficar desacordado. O principal suspeito para esse fato foi o seu irmão, com que ele tinha uma disputa por vendas de terra.

Segundo o Fundador da Sociedade de Pesquisa de Zumbis, Matt Mogk, Clairvius chegou a ser enterrado, porém, dias depois foi desenterrado por outras pessoas que deram uma espécie de veneno que o fez ficar inconsciente e fazer tudo o que diziam a ele. "Ele não tinha iniciativa ou vontade de fazer algo para si mesmo", contou Matt.

Clairvius começou a trabalhar em uma plantação de açúcar como escravo. E, após 18 anos depois de sua suposta morte, o "zumbi" foi visto pela sua irmã, Ângela Narcisse, em uma feira. Somente depois desse encontro que a história dele veio a tona.

Depois de algum tempo descobriram que um feiticeiro tinha dado uma dose de tetrodotoxina, uma potente neurotoxina que bloqueia os potenciais de ação nos nervos, e bufotoxina, uma substância tóxica. Ambos são compostos de venenos de sapos e baiacu, e afetam os músculos do corpo. Além disso, atinge o neurotransmissor do cérebro, que induz ao coma.

Lendas

Outra história envolvendo zumbi também ficou conhecida mundialmente no início do século 16, principalmente na Europa, quando Alexander Zombie, que sofria de narcolepsia, um distúrbio crônico do sono que causa sonolência diurna em excesso, foi dado como morto. No entanto, poucas horas antes do enterro, o homem acordou. E foi a partir desse caso que as pessoas começaram a dizer que só era vítima de zumbis quem voltava da morte.

O que você achou dessa história? Deixe o seu comentário abaixo.

Géssica Veloso
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.