Essa é uma verdadeira história de amor e altruísmo, que nos faz ter esperança na humanidade

05/07/17 às 18h43

Não é novidade para ninguém que muitos animais correm risco de extinção, principalmente devido a ações humanas. Os elefantes na África vem correndo riscos enormes, devido a grande escala de caça ao marfim, e estudos apontam que daqui a 10 anos, eles podem já ter sido extintos. Foi pensando na preservação do animal que ativistas do Quênia decidiram tomar providências e fazer sua parte.

Um projeto organizado pelo David Sheldrick Wildlife Trust, nomeado de  Orphans’ Project, tem como objetivo cuidar e tratar de elefantes órfãos. Um bebê de elefante não é capaz de sobreviver muito tempo sem sua mãe, pois são extremamente dependentes. Devido a isso, o projeto tem alguns cuidadores, que ficam sempre à disposição dos filhotes.

Um deles afirma que os elefantinhos são quase como os bebês humanos. Precisam se alimentar de 3 em 3 horas, até mesmo quando estão dormindo. Sim, os cuidadores dormem com os pequenos! Geralmente eles possuem "camas" que são posicionadas um pouco acima, fora do alcance dos elefantes, a não ser da tromba.

Se você porventura se esquecer de levantar para alimentar um deles, pode se preparar, pois logo irá sentir uma tromba gelada puxar sua coberta. Essa é a forma deles te acordarem para pedir comida!

A maioria dos cuidadores já são pais, e isso os ajuda muito a saber como lidar com as diversas situações. Um deles, que já tem filhos de 4 e de 15 anos, disse que sente como se fossem seus próprios bebês, precisando acordar toda hora para alimentá-los e trocá-los.

Também é importante estar atento ao frio, pois as noites são muito geladas e eles sentem muito. Precisam estar sempre embrulhadinhos para manter a saúde em dia. Um cuidador conta ainda, que quando dormia no chão, acontecia muito de ter seu cobertor roubado. Podemos entender... Ninguém é obrigado a suportar o frio, não é mesmo?

Estar sempre ao lado dos elefantinhos é uma forma de ajudá-los a crescerem fortes, saudáveis e sem nenhum trauma. Fazem de tudo para que permaneçam sadios e felizes. O trabalho exige muita dedicação, e com certeza, faz com que os cuidadores se apeguem muito aos pequenos, e como nem tudo são flores, eles acabam perdendo alguns filhotes que não reagiram tão bem. Mas nada disso impede que o projeto siga sempre em frente!

E então pessoal, o que acharam? Não é mesmo uma bela demonstração de amor? Deixa seu comentário aí!

Via   True Activist     Hypeness     The Dodo  
Imagens The Dodo
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.