Como seriam nossos ídolos do rock se estivessem vivos em 2017?

17/07/17 às 16h37

Infelizmente grandes nomes que marcaram a história da música já não caminham entre nós. Jimi Hendrix mudou a maneira de se tocar guitarra. Janis Joplin mostrou ao mundo sua voz única, inigualável. Kurt Cobain encantou toda uma geração de jovens e fundou um novo estilo musical: o grunge. Eles se foram cedo demais. Os fãs se sentiram órfãos. Muitos deles ainda não aceitam a partida de seus ídolos e acreditam por exemplo, que "Elvis não morreu".

É impossível não imaginar o que esses atros do rock estariam fazendo agora se ainda estivessem vivos. John Lennon ainda estaria revolucionando o cenário musical? Como seria um show desses artistas diante da realidade do mercado atualmente? Eles já teriam se aposentado ou ainda estariam inspirando milhões ao redor do mundo?

É difícil saber. Mas um projeto do grupo Phojoe de Michigan, Estados Unidos, teve uma ideia brilhante para saciar, em parte, a curiosidade dos fãs. Eles utilizaram nas fotos desses astros, a mesma tecnologia de arte especializada em recriar a aparência de pessoas desaparecidas, conforme os anos que se passaram desde o sumiço delas.

Ron Sachs, o CEO da Sacks Media, responsável por patrocinar e encomendar o projeto à Phojoe, declarou que a intenção "através dessa série de imagens" era "honrá-los e evocar um pouco da magia que eles trouxeram à milhares de fãs, mesmo que ainda ponderemos as maravilhosas contribuições que eles poderiam ter nos dado".

Como seria o rosto deles se ainda estivessem e vivos e continuassem caminhando entre nós? A Phojoe responde você mostrando como eles eram no dia da morte e como estariam agora se não tivessem deixado o mundo de maneira tão precoce.

1 - Jim Morrison

Jim Morrison, fundador, vocalista e líder da histórica banda de rock, "The Doors". Se ele estivesse vivo provavelmente seria confundido na rua com o ator Jon Voight, pai de Angelina Jolie.

Morrison ficou conhecido no cenário musical por causa de suas composições poéticas, suas performances selvagens e sua personalidade radical. Um verdadeiro ídolo do rock, ele é considerado ainda hoje pelos críticos e fãs como um dos vocalistas mais icônicos da história da música.

Infelizmente o jovem sofria de uma grave dependência do álcool e outras drogas. Faleceu em Paris, aos 27  anos, sendo encontrado morto dentro de uma banheira de um hotel francês.

É um dos nomes que aparecem no "clube dos 27", uma lista de nomes geniais da música que faleceram com a mesma idade.

Consta no obituário de Jim uma overdose de heroína, porém como não foi realizada a autópsia após a sua morte, as causas do falecimento ainda são motivos de contestações.

2 - Bob Marley

O jovem que apresentou o estilo do reggae para o mundi: Bob Marley. Também conhecido pelos movimento rastafári, por espalhar em suas músicas os ideias de paz, igualdade, resistência, libertação e amor.

Vendeu mais de 20 milhões de álbum ao longo de sua carreira. Seu nome foi incluído no "Hall da Fama" do Rock & Roll em 1994.

Quando estava no auge de sua carreira o cantor passou mal durante uma apresentação e o diagnóstico médico indicou câncer de pele, que tinha se desenvolvido na unha do dedão do pé. Ele não aceitou a amputação do dedo porque isso ia contra a filosofia rastafári.

Infelizmente o câncer se espalhou para o cérebro, pulmão e estômago. E quando ele buscou tratamento já era tarde demais e nada poderia ser feito.

Faleceu aos 36 anos de idade em Miami. Quando tentava chegar na Jamaica para passar seus últimos dias com a família.

3- Kurt Cobain

Kurt Cobain, vocalista, compositor, guitarrista e líder do grupo "Nirvana". Responsável por popularizar um novo estilo de rock alternativo. É considerado até hoje o rei do grunge, um gênero musical que continua cativando e influenciando milhares de bandas.

A poesia transgressora de suas letras e o tom melancólico do cantor abalou o cenário musical de sua época. O aumento da depressão em jovens da década 90 colocaram Kurt como porta-voz da Geração X.

Os discos da banda venderam mais de vinte e cinco milhões de cópias somente nos Estados Unidos, e outros cinquenta milhões no mundo.

Lutou contra as drogas durante toda a vida. Foi encontrado morto com uma quantidade letal de heroína no corpo, porém o que consta no obituário é o suicídio devido a um tiro de espingarda na cabeça.

Como a heroína era suficiente para matá-lo, ainda hoje cogita-se outras probabilidades como causas do falecimento. E teorias conspiratórias envolvendo inclusive a esposa de Kurt, a cantora Courtney Love, ainda hoje são discutidas entre seus fãs.

4 - John Lennon

John Lennon, um dos fundadores da banda britânica, "The Beatles". E um dos maiores compositores musicais de todo o século 20.

Também ficou reconhecido mundialmente devido ao seu engajamento político ao lado de sua esposa, Yoko Ono. Lennon militava pelo fim da guerra no Vietnã, apoiava o Partido dos Panteras Negras, apoiava a luta pelos direitos das mulheres e negros, além de promover a paz mundial.

Ele recebeu uma estrela na Calçada da Fama em Hollywood. Pela revista "Rolling Stone" foi eleito o quinto melhor cantor de todos os tempos.

John foi terrivelmente assassinado por um de seus fãs quando voltava a pé para o apartamento onde morava em Nova Iorque. O rapaz, "Mark David Chapman" pediu um autografo para John e durante o encontro disparou 5 tiros com um revólver calibre 38. Quatro dos cinco tiros acertaram John.

Um dos mistérios mais estranhos envolvendo a sua morte é que seu assassino segurava entre as mãos o livro "O apanhador no campo de centeio" de Salinger. Curiosamente, o mesmo livro estava na cabeceira de John no dia da sua morte. O evento fez com que o livro fosse considerado maldito ou motivo de inspiração para o assassinato.

5 - Janis Joplin

A rainha do Rock'n'roll. Também "a melhor cantora de soul e blues de sua geração".

Janis fez da sua voz um instrumento impressionantemente inigualável. Os tons agudos que a cantora alcançava, associado ao timbre de voz rouca e as interpretações viscerais, fizeram dela uma cantora impossível de ser copiada.

A voz de Janis é inclusive um ícone da história da música.

Entrou para a lista trágica do "clube dos 27" quando morreu com essa idade devido a uma overdose de heroína.

6 - Elvis Presley

O rei do rock. A lenda viva. É doloroso falar da ausência desse ícone dos anos 50. Muitos ainda não acreditam em sua morte, e seguem acreditando que ele está vivendo recluso em algum lugar do mundo com 78 anos de idade.

Sua voz era inigualável, assim como suas performances. Grande parte da crítica mundial considera Elvis ainda hoje a voz mais bela de todos os tempos.

Sua maturidade vocal impressionava os críticos que reconheciam nele três tons diferentes de usar a voz. Ele era fantástico no agudo, no grave médio e até no tenor.

Faleceu aos 42 anos de idade. As circunstâncias que levaram a sua morte permanece sendo um ponto polêmico e controverso entre biógrafos e fãs. O que se sabe é que morreu de um colapso fulminante associado à uma disfunção cardíaca.

Mas muitos fãs não levam isso em consideração porque acreditam piamente que "Elvis não morreu".

7 - Jimi Hendrix

Um dos maiores guitarristas do mundo. Isso se não for o melhor de todos os tempos. Seu  nome apareceu em primeiro lugar em praticamente todas as listas já publicadas.

Jimi era capaz de impressionar e espantar ao mesmo tempo. Seus amplificadores distorcidos e pedais tornaram o som de uma guitarra comum em um objeto quase santificado em suas mãos.

Gerações passam e ele ainda permanece sendo um dos maiores ídolos da história do Rock'n'rol. Era canhoto e parte do seu estilo se deve a esse fato, que encontrou sua maneira particular de tocar o instrumento.

Está dentro da lista dos gênios que morreram aos 27 anos. Alguns dizem que foi overdose, outros cogitam a hipótese do suicídio e alguns até assassinato. A morte de Jimi permanece sendo um mistério até hoje.

A lista publicada pela revista Daily Mail ainda incluem Keith Moon da banda "The Who", Mama Cass Elliot do "Mamas And The Papas", Dennis Wilson dos "Beach Boys", Bobby Darin compositor do hit "splish splash" e a cantora Karen Carpenter do "The Carpenters". Para ver a matéria completa e o resultado dos outros cantores clique aqui.

De fato, eles partiram cedo demais. Mas suas músicas permanecessem sendo um marco para a história musical até hoje. Eles não morreram no coração de seus fãs e suas vozes permanecem ecoando de geração em geração.

Mas e aí? Era assim que você imaginava o seu ídolo se ele ainda estivesse vivo? Quem ficou mais irreconhecível e quem você mais gostou de rever no presente? Não esqueça de deixar o seu comentário logo abaixo e aproveite para dizer qual desses ícones do rock é o seu preferido.

Ana Luiza Andrade
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.