9 truques que sobreviventes usaram durante o Holocausto

28/03/17 às 19h46

O Holocausto foi um dos mais terríveis genocídios da história da humanidade. Matando cerca de seis milhões de judeus, incluindo 1,5 milhão de crianças, o evento violento foi comandado por Adolf Hitler e o exército nazista durante a expansão da Alemanha que culminou na Segunda Guerra Mundial.

Durante o período, judeus e outras minorias eram perseguidos, capturados e mortos das formas mais cruéis em campos de trabalho e de concentração. Porém, para conseguir sobreviver às condições precárias ou escapar do exército alemão, muitos deles utilizavam diferentes tipos de técnicas que garantiam a sua sobrevivência.

Aqui, vamos mostrar algumas das mais comuns estratégias utilizadas em campos de concentração para garantir a vida durante a perseguição do Holocausto.

1 - Cabelos tingidos

No início do Holocausto, os nazistas procuravam pessoas com deficiências mentais e idosos como principais alvos. Vários dos perseguidos acabavam queimando suas certidões de nascimento para escapar dos nazistas, mas outros utilizavam uma curiosa técnica: tingir os cabelos. Para esconder os cabelos brancos típicos da idade avançada, muita gente apostava na tintura para que não ficassem com a aparência de velhice em evidência.

2 - Identidades falsas

Como já vimos, vários judeus acabavam queimando as certidões de nascimento para escapar das autoridades, o que fazia com que a necessidade de fabricação de novos documentos. Antes de se esconder, alguns deles providenciavam identidades e certidões de nascimento falsas. Quem conseguia novos documentos, podia tentar uma nova vida em outros países, como Suíça e Dinamarca, na tentativa de escapar dos nazistas e das vidas em campos de concentração.

3 - Suco de beterraba

Durante a perseguição, judeus que viviam em campos de concentração e de trabalho sofriam em condições precárias, incluindo falta de comida. Isso fazia com que seus corpos ficassem pálidos e fracos, como esqueletos vivos caminhando pelos campos. Em Auschwitz, durante exames médicos, os prisioneiros tomavam sucos feitos com beterraba para que ganhassem uma pele com cores mais vivas e tivessem uma aparência mais saudável. Isso porque poderiam ser enviados para a pena de morte caso falhassem os exames médicos.

4 - Exercícios

Além da técnica dos sucos de beterraba para apresentar um corpo aparentemente saudável, vários prisioneiros tentavam apostar nos exercícios físicos para valorizar a saúde antes de exames médicos. Eles podiam correr, fazer apoios ou até mesmo lutar uns com os outros para poder colocar o corpo em movimento e forjar maior disposição para os médicos.

5 - Kindertransport

A palavra em alemão significam literalmente "transporte de crianças". A técnica era utilizada como rota de fuga para pessoas abaixo de 18 anos na Alemanha, entre os anos de 1938 e 1940. Além da Alemanha, países como Polônia, Áustria e Tchecoslováquia perderam várias crianças nesse período. Só no Reino Unido, quase 10 mil crianças foram recebidas durante esses dois anos. Além da fuga, elas recebiam identidades falsas para garantir o sucesso da fuga.

6 - Esconderijo

Vários dos judeus perseguidos utilizam a estratégia de fugir ou se esconder para não serem capturados pelas forças nazistas. O caso mais famoso, ainda hoje, é da jovem Anne Frank, que se escondeu com sua família num pequeno apartamento em cima do escritório do seu pai por anos. Ainda hoje, o diário da garota é um dos mais populares documentos que retratam a realidade da vida de judeus que tentavam sobreviver ao Holocausto.

7 - Viver

Pode parecer óbvio demais, mas uma técnica que os sobreviventes utilizavam era exatamente continuar vivendo. Apesar das obrigações e condições precárias que tomavam conta do dia-a-dia dos judeus presos nos campos de concentração, eles aproveitavam os raros momentos de folga, principalmente durante a noite, para movimentar as próprias vidas. Era nesses períodos que eles criavam oportunidades de socialização, bebida e até mesmo relações sexuais. Vários dos sobreviventes dos campos de concentração relataram tentar levar vidas normais como uma forma de resistência

8 - Prestação de serviço aos nazistas

Uma forma incomum de sobrevivência poderia ser a oferta de serviços para os oficiais nazistas. Alguns judeus acabam se infiltrando em ordens secretas para transmitir informações como localizações de grupos de judeus ou esconderijos secretos. Esse tipo de serviço era oferecido por homens. Já para as mulheres, era comum que algumas atuassem como acompanhantes para militares, já que recebiam tratamentos melhores do que as prisioneiras.

9 - Suborno

Ao invés de tentar fugir ou lutar contra os nazistas, alguns judeus da alta sociedade conseguiram escapar da crueldade e da perseguição por meio do poder financeiro. Vários perseguidos que tinham a condição de pagar pela liberdade acabaram gastando toda a sua fortuna em troca da própria vida ou da proteção da família. Na maioria das vezes isso vez com que eles acabassem completamente pobres, mas ao menos fugiram das prisões ou da execução.

O que achou das soluções dos perseguidos num momento tão cruel de nossa história?

Via   Listverse  
PH Mota
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.