7 lugares prováveis que poderíamos encontrar extraterrestres

19/05/17 às 11h03

Pois bem, até temos que concordar que nem todos chegam a acreditar que de fato possa existir vida em outros planetas, mas diferentemente desse tipo de pensamento, a ciência, a física e até mesmo a matemática, vem nos revelando que a probabilidade de existir vida lá fora é realmente muito alta. Será mesmo que nós não estaríamos sendo egoístas em pensar que só existem os humanos nesse Universo tão grandioso?

Bom, tendo em mente que existem chances de ter vida em outros planetas, nós resolvemos escrever essa matéria com alguns lugares que tem grandes chances de ter vida ou que já teve vida um dia. Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria com os 7 lugares prováveis que poderíamos encontrar extraterrestres:

1 - TRAPPIST-1

TRAPPIST-1 é um sistema planetário a algumas dúzias de anos-luz de distância, cuja descoberta foi anunciada no início de 2017. Esse sistema tem sete exoplanetas terrestres orbitando uma estrela, e é um das nossas melhores chances de encontrar vida além do nosso sistema solar.

Por um lado, estudar esses exoplanetas será relativamente fácil por causa da maneira que eles rodam em torno de sua estrela, passando diretamente na frente da estrela a partir de nossa perspectiva. Esses exoplanetas também tem temperaturas razoáveis devido à natureza de sua estrela. Embora todos esses exoplanetas sejam candidatos legítimos para hospedar a vida extraterrestre, três em particular estão em uma zona habitável.

2 - Titã

Titã é a maior lua de Saturno, o sexto planeta do nosso sistema solar. Essa lua poderia potencialmente abrigar vida, mas possivelmente não no sentido que pensamos. Titã não se encaixa exatamente na descrição de estar em  uma zona habitável.

Titã tem líquido, mas não estamos falando de água. A "água" nessa lua é completamente sólida por causa da temperatura fria. Porém, o líquido que preenche os lagos e córregos não é água, mas sim hidrocarbonetos. Um hidrocarboneto é um composto químico de hidrogênio e carbono em proporções variáveis. Na Terra, muitas vezes pensamos nisso como gases, tipo o metano ou o propano.

Esse é o fator chave que tornaria o potencial de vida em Titã tão diferente. Essencialmente, essas formas de vida não sobreviveriam em água líquida como nós, mas sim com esses hidrocarbonetos líquidos. Embora ainda existam alguns tecnicismos e perguntas não respondidas pela ciência, a possibilidade de que Titã tenha vida alienígena pode ser grande.

3 - Europa

Não estamos falando do continente, mas sim das luas de Júpiter aqui em nossos sistema solar. Europa é outro candidato, devido ao seu potencial de manter água líquida. Dizem que Europa tem todas as necessidades para uma vida, incluindo água, fontes de energia e acúmulo de produos químicos. Pode ser que a água esteja armazenada em oceanos em baixo da sua superfície.

Recentemente os cientistas tornaram possível inciar uma exploração nesta lua. Esse ano, uma missão chamada Europa Clipper foi anunciada, e pode acontecer nos próximos anos. Essa missão irá enviar uma espaçonave para tirar fotos da superfície, podendo oferecer múltiplas oportunidades para analisar a lua e procurar vida.

4 - Marte

Marte é um dos candidatos mais fortes para a vida extraterrestre e até mesmo para a colonização humana. Sabemos que lá não encontraremos pequenos homens verdes ou qualquer forma inteligente de vida, porém, há evidências de que exista e ainda pode haver vida microscópica em Marte.

Os dados da NASA sugerem uma presença passada de rios e riachos em toda a superfície seca. Sendo assim, há uma grande chance de que existia água na superfície de Marte. Com mais exploração, os cientistas podem encontrar água líquida em Marte atualmente.

5 - Kepler-452b

De acordo com a NASA, o Kepler-452b poderia ser "um dos melhores lugares para encontrar vida extraterrestre". Esse exoplaneta pode ser difícil de explorar, pois está amais de 1.000 mil anos-luz de distância. Mesmo assim, os cientistas confirmaram que o Kpler-452b está localizado na zona habitável de sua estrela, juntamente com outros exoplanetas.

Por um tempo, Kepler-452b era conhecido por ser o mais próximo do tamanho da Terra. Essa honra agora é do Kepler-186f. Ainda assim, a estrela de Kepler-452b é muito mais parecida com o Sol. Além disso, esse exoplaneta é um dos temas mais notáveis da ciência, particularmente aos olhos do Instituto SETI (Pesquisa de Inteligência Extraterrestre), um líder na exploração da vida extraterrestre.

6 - LHS 1140b

Essa "Super-Terra" é um exoplaneta recentemente descoberto e está na zona habitável de sua estrela. LHS 1140b é considerado, por alguns cientistas, como uma das nossas melhores oportunidades para encontrar outras formas de vida. Uma "Super-Terra" é um exoplaneta que é até 10 vezes mais maciço que a Terra. É frequentemente presumido que uma "Super-Terra" é rochosa, embora não possamos ter certeza de outras observações. LHS 1140b, a mãe de todas as "Super-Terras", também pode ser rochoso com um núcleo de ferro, e possivelmente ter alienígenas.

Apenas 40 anos-luz de distância da Terra, esse exoplaneta está em boa posição para enviar um sinal para a vida inteligente, caso exista. Alem da proximidade com a Terra, a velocidade de rotação mais lenta o torna mais fácil de observar.

7 - Estrela de Tabby

A estrela de Tabby, ou KIC 8462852, recebeu muitas especulações de ser anfitrião de uma megaestrutura extraterrestre. A 1.500 anos-luz da Terra, essa estrela foi descoberta pelo astrônomo Tabetha Boyajian, e é notável pelo seu comportamento peculiar. A estrela de Tabby escurece em uma taxa tão rápida que não pode ser atribuída a um eclipse. Outras explicações incluem um objeto espacial não identificado ou uma explicação melhor, alienígenas.

Uma megaestrutura alienígena é basicamente um dispositivo gigante que capta energia de uma estrela e converte-a em algo mais útil. Quando uma estrela perde energia, ela escurece, sendo assim, a ideia de uma megaestrutura alienígena faz, pelo menos, um pouco de sentido. Entretanto, a teoria mais recente e mais provável sobre a estrela de Tabby, é que ela "comeu" o seu próprio planeta. Ainda assim, os alienígenas não foram completamente descartados.

E aí, acham que realmente pode existir vida nesses lugares? Comentem!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.