7 insetos que todo mundo vai comer normalmente no futuro

04/07/17 às 17h27

O mundo vem passando por inúmeras transformações, sejam elas climáticas, culturais, ou mesmo demográficas. A população vem aumentando cada vez mais, e não é novidade para ninguém que muitas pessoas mundo afora enfrentam a dura realidade de não ter nem o que comer. Devido a esse fator, muitos estudiosos afirmam que seremos obrigados a procurar por outras fontes de alimentação.

Em muitos lugares comer insetos não é nada absurdo, muito pelo contrário, é algo que já faz parte da rotina alimentar de muitas pessoas. Aqui no Brasil, por exemplo, essa é uma prática nada comum e encaramos tal ato com 'nojinho'.

Bom, temos más notícias: estudos indicam que essas outras fontes de alimentação, estariam nos insetos. Pensando nisso, separamos aqui 7 insetos que, possivelmente, farão parte de nosso cardápio em um futuro não muito distante. Tem coragem? Dá uma olhada!

7 - Larvas Brancas Australianas

Estas são larvas se alimentam substancialmente de madeira, e dão origem a várias mariposas. Podem ser encontradas no subsolo e se alimentam de raízes de árvores como o eucalipto e a acácia negra. Já são consumidas por grupos aborígenes, e dizem que quando crua, tem gosto de amêndoas, já cozida, a pele adquire crocância e sabor de um frango assado.

6 - Lagartas Mopane

Facilmente encontradas no sul da África, já fazem parte de algumas refeições. A carne dessa lagarta pode durar até vários meses sem refrigeração, e pode ser uma "boa" opção em tempos difíceis. São cozidas com água e sal, e colocadas para secar ao sol. Além disso, ainda são ricas em nutrientes! Encararia?

5 - Cupins

Sim, os famosos destruidores de móveis podem se transformar em constante alimento de nosso cardápio. Alguns lugares da América do Sul e da África já fazem isso. O cupim é uma rica fonte de nutrientes podendo ter até 38% de proteína, sem contar que são compostos também por ferro, ácidos graxos essenciais entre outros.

4 - Gafanhoto

Consumidos em larga escala no sul do México, geralmente é feito assado e temperado com suco de limão e sal, e também com alho e pimenta. Pode ser servido com a famosa guacamole. Também fazem parte dos insetos ricos em proteínas!

3 - Gorgulho de Palma Africano

De aparência nada agradável, assim como os outros, esse inseto pode ser encontrado em troncos de palmeiras e é alimento de muitas tribos africanas. São bem grandes, podendo atingir até 10 cm de comprimento e 5 cm de largura, são comidos crus, mas também podem ser fritos, até porque seu corpo possui muita gordura. É uma rica fonte de zinco, potássio, ferro e fósforo.

2 - Maria Fedida

Certamente, este é um que ninguém esperava aparecer por aqui. Só pelo nome já causa certa repulsa, e é difícil se imaginar comendo isso. A verdade é que eles já são consumidos na Ásia, África e em alguns lugares da América do Sul também. É uma rica fonte de nutrientes! Por exalarem aquele cheiro ruim, não é muito recomendado comer o inseto cru, e sim torrado, ou banhado em água e depois colocá-lo para secar no sol.

Uma curiosidade é que a água utilizada no inseto pode ser utilizada como um pesticida que é capaz de afastar os cupins, isso porque essa água irá conter substâncias nocivas liberadas pela maria fedida.

1 - Larvas da Farinha

Dá agonia só de imaginas, mas essas larvas são criadas na Holanda e fazem parte da alimentação humana, e também de alguns animais. Contêm uma das maiores taxas nutricionais apresentadas até aqui: ricos em cobre, zinco, potássio, ferro, sódio, selênio e algumas gorduras saudáveis. Podem até mesmo se comparar com a carne, no que diz respeito à sua quantidade de proteínas!

E então pessoal, o que acharam? Teriam coragem de incluir esses belos pratos em suas refeições? Diz aí pra gente!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.