7 epidemias mais bizarras que já afligiram a humanidade

20/07/17 às 17h01

Desde que o mundo é mundo, muita coisa vem acontecendo e muitas delas, marcam nossa história de forma até mesmo pesada. São tantos desastres, guerras, conflitos, enfim... Temos muitas manchas. Mas é claro que também não existe apenas o lado negativo. Quando falamos da tecnologia, por exemplo, sempre temos pontos positivos a destacar, já que ela vem avançando de forma cada vez mais rápida e geralmente, com o intuito de ajudar a humanidade.

Bom, por mais que a tecnologia avance da forma frenética que conhecemos, ela ainda não é capaz de explicar muita coisa. Aconteceram inúmeros casos curiosos na história mundial, que até hoje, nem a ciência conseguiu explicar. Provavelmente você já deve ter escutado falar de algumas epidemias malucas, e foi pensando nisso que separamos aqui algumas delas. Confere aí!

1 - Doença do Meteorito de Carrancas

Foi durante uma noite de setembro de 2007, próximo a fronteira do Peru com a Bolívia, que um meteorito caiu e assustou todo mundo que teve a oportunidade de vê-lo. Ninguém ficou de fato ferido, e até então não tinham muitos sinais de consequências, mas a vegetação do local atingido ficou toda destruída. Mais tarde, muitas pessoas se aproximaram do meteorito com curiosidade, e foi aí que a tragédia começou. Muitos deles acabaram morrendo, e depois, cerca de 200 pessoas começaram a procurar os hospitais com sintomas de dor de cabeça, náuseas, diarreia e vômitos.

Os médicos foram obrigados a "acampar" perto dos centros médicos para conseguir atender a demanda, e alguns deles acreditam que o "vapor" que circulava perto do meteorito era venenoso, o que teria ocasionado tudo isso, já outros, não acreditam que ele pudesse estar suficientemente quente para conter vapor. Talvez nunca saibamos a verdade.

2 - Epidemia do riso

Provavelmente você já escutou falar dessa epidemia alguma vez na vida. Aconteceu em uma pequena aldeia da Tanzânia, especificamente, em um internato de meninas. Em um dia aparentemente normal, 3 meninas começaram a rir, mas não parecia algo a se preocupar, até que a coisa ficou mais séria. Mais tarde, o número de pessoas rindo já era 95, quase metade  das alunas da escola. O surto teve início no dia 30 de janeiro e em 30 de março, o internato foi fechado porque a situação se repetia sempre e ficaram com medo de piorar.

As meninas afetadas foram então transferidas para aldeias distantes, pois tinham a ideia de que se fossem separadas, o surto poderia ter fim, mas aconteceu exatamente o contrário. Elas acabaram "contaminando" pessoas próximas. Depois de um longo tempo o surto teve seu fim, mas registros mostram casos de pessoas que riram por 16 dias seguidos, e ao fim, mais de 1000 haviam sido afetadas.

3 - Epidemia de desmaio

Aconteceu em uma cidade palestina, onde uma estudante começou a tossir incontrolavelmente e isso fez com que ela não conseguisse respirar direito, até que desmaiou. O tempo foi passando e cada vez mais pessoas de cidades próximas começavam a sentir os mesmos sintomas. Foram contadas mais de 900 pessoas! O ex-prefeito de uma das cidades que foi afetada tinha certeza que sabia o motivo de tudo isso, e foi a público, afirmando que não passava de um ataque israelense à Palestina, que teria envenenado os moradores. Como bem sabemos, existe um clima de muita tensão na região e a população entrou em verdadeiro pânico.

Muitas pessoas viam carros passarem pelas ruas liberando uma espécie de fumaça, e foi aí que o número de casos cresceu. O curioso dessa história, é que depois de fazer buscas e estudos nos terrenos da escola onde tudo começou, constataram que o local continha gás  de sulfeto de hidrogênio, proveniente de banheiros muito mal cuidados. A questão é: será que apenas esses banheiros poderiam causar todo esse surto, ou existia mesmo algo além?

4 - The Pokemon Shock

Sim, tudo indica que um episódio do famoso Pokemon tenha causado um grande surto em crianças japonesas, no ano de 1997. Aconteceu logo após a transmissão do episódio "Denno Senshi Porygon". Cerca de 700 crianças foram levadas aos hospitais do Japão logo após assistir o episódio, com crises epilépticas. Acredita-se que a apresentação de luzes intermitentes e alguns padrões muito repetitivos que foram mostrados em cenas do episódio, foram os grandes responsáveis pelo surto. Por mais que pareça loucura, acontece.

5 - Doença do sono

Em uma pequena cidade do Cazaquistão, Kalachi, aconteceu algo que até hoje intriga muita gente. Tudo começou no ano de 2013, quando os moradores da cidade começaram a estabelecer um sono profundo, que se parecia muito com o coma, já que permaneciam nessa situação por dias e dias. Com o passar do tempo, cerca de um quarto da população local já havia sido atingida.

O geoquímico russo Leonid Rikhvanov, afirmava que esse era um efeito provocado por uma mina de urânio que se encontrava próxima da cidade, abandoada ainda na era soviética. Segundo ele, o gás radônio que exala da mina, poderia ter agido como uma espécie de narcótico ou anestesia, provocando tais efeitos. A verdade é que o governo da cidade não comprou a resposta de Rikhvanov, e resolveu evacuar a cidade.

6 - Dromomania

Para se ter uma ideia de início, a dromomania é a vontade incontrolável de viajar ou sair vagando por aí. Foi no ano de 1886 que um homem chamado Jean-Albert Dadas, foi internado em um hospital da cidade francesa de Bordéus, sem lembranças do que tinha acontecido e sem nem mesmo saber como havia chegado ali. Parecia algo inexplicável, mas Dadas já tinha passado por situações parecidas.

No ano de 1881 ele conseguiu a proeza de acordar  e só após descobrir que havia caminhado da França para a Rússia... Não é uma distância curta! Ele não foi o único. A dromomania acabou se tornando uma epidemia que atingiu a França no final do século 19, mas foi tão rápida, que não deu nem tempo de pesquisadores estudarem os motivos de isso estar acontecendo.

7 - Epidemia de dança

Esta aconteceu já faz bastante tempo. Foi no ano de 1518, em uma cidade francesa conhecida como Estrasburgo, ainda governada pelo Império Romano. Uma mulher chamada Frau Troffea começou a dançar de forma incontrolável em uma pequena rua da cidade.

Dançou por quase 6 dias sem conseguir parar, mas quando conseguiu, de forma muito misteriosa, outras pessoas começaram a dançar também. Em uma semana, 40 estavam dançando, e no final do mês, o incrível número de 400 pessoas foi atingido. Muitos acabaram morrendo, seja porque ficaram muito exaustos ou pela exposição ao ambiente.

E então pessoal, o que acharam? Já conheciam algum desses casos? Diz aí pra gente nos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.