7 armas medievais mais caras do mundo

10/08/17 às 19h22

A tecnologia e a indústria bélica mudaram o conceito da guerra na atualidade. Hoje as nações não precisam necessariamente de deslocamento de homens e máquinas para causar uma catástrofe terrível do outro lado do mundo. Basta um botão ser acionado para que a destruição aconteça.

Mas houve um tempo na história, principalmente durante a Idade Média, em que os combates aconteciam frente a frente, em campos abertos, onde a vitória dependia muito mais da habilidade técnica do guerreiro do que da capacidade física de suas armas. Grandes conquistadores que enfrentaram o combate pessoalmente tiveram seus nomes gravados na história. De relíquias sobraram suas armas, de valor histórico inestimável.

Mas como tudo tem um preço, aqui vai uma lista com as 7 armas medievais mais caras do planeta:

1 - Faca de caça do imperador Qianlong - US$ 1.24 milhões

Essa faca é atribuída ao imperador Qialong, o sexto imperador da dinastia Qing.

O cabo da faca foi fabricado com chifre de antílope e possui um compartimento secreto na base para guardar palitos. A bainha da arma foi feita com chifre de rinoceronte além de conter incrustações de turquesa, coral e lazurita.

2 - Espada de apresentação da Guerra Civil de Ulysses S. Grant - US$ 1.6 milhões

Ulysses S. Grant foi um militar e político norte-americano que atuou durante os anos de  1869 até 1877 como o 18º Presidente dos Estados Unidos.

Ele ganhou a espada de presente em 1864 de uma comunidade do Kentucky, onde ele assumiu a posição de General-Chefe do exército americano.

A espada foi ornada com 26 diamantes que formam as iniciais de seu nome, U.S.G.

3 - Faca "A joia do Oriente" - US$ 2.1 milhões

A "joia do oriente" é uma faca criada e desenhada em 1966 por Buster Warenski. Ela foi criada para um cliente japonês e Warenski mais tarde foi considerado um dos melhores fabricantes de facas do mundo.

A faca foi ornamentada com 153 esmeraldas que totalizam 10 quilates, nove diamantes que equivalem a 5 quilates, além de 28 onças de ouro. Supostamente Warenski levou 10 anos para construí-la.

4 - Adaga de Shah Jahan - US$ 3.3 milhões

Shah Jahan foi um governante do Império Mongol entre os anos de 1628 e 1658. A adaga pessoal do imperador possui inscrições e decorações de ouro detalhando o seu nome, seu título, o lugar e a data de fabricação da arma.

A adaga fazia parte da coleção de um belga chamado Jacques Desenfans. Um homem famoso por sua coleção adquirida ao longo de 50 anos. Seu acervo inclui armas do sudeste asiático, armaduras, cerâmica e outros objetos de arte.

5 -  Adaga de orelha - US$ 6 milhões

O nome da adaga provém do aspecto peculiar do cabo que lembra o formato de duas orelhas. Ela é do período Nasrid, originária do Norte da África, mas amplamente usada na Espanha durante o século 15 e 16.

Um ponto interessante da adaga é a decoração ao redor da lâmina que representa um homem caçando vários animais, incluindo um leão.

6 - Sabre encrustado de ouro de Napoleão Bonaparte - US$ 6.5 milhões

O imperador francês Napoleão Bonaparte utilizou essa espada na Batalha de Marengo em 1800, quando ele expulsou o exército austríaco da Itália.

A espada passou de geração em geração dentro da família Bonaparte. Como ela é considerada um artefato histórico, a sua saída da França é terminantemente vetada.

Ela foi vendida em 2007 por um descendente de Napoleão chamado Jerome, para outro descendente da família.

7 - Sabre Boateng - US$ 7.7 milhões

Esse sabre é do século dezoito e já foi vendido duas vezes. A primeira em 2006, por um valor de US$ 5.93 milhões de dólares e mais tarde pelo recorde de mais de 7 milhões. A decoração da espada representa o período do imperador chinês Qianlong.

Ela tem o formato de um S e é decorada de jade branca, ouro, cobre e prata. Também pode ser conhecida como a "Espada Preciosa".

Gostou da matéria? Não esqueça de deixar o seu comentário e aproveite para acrescentar mais relíquias históricas interessantes desse período.

Ana Luiza Andrade
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.