6 coisas que a indústria do cinema vai se arrepender daqui 20 anos

19/04/17 às 18h23

Com mais de um século de história, o cinema evoluiu e muito! Seja terror, drama, comédia ou ação, essa arte cresce e mudou bastante, sempre encantando os espectadores. Considerado a sétima arte do mundo, o cinema tem a magia de nos encantar com seus efeitos e histórias emocionantes. Mas vocês já pararam para pensar que a industria cinematográfica vai se arrepender no futuro de algumas coisas que está fazendo hoje?

Pois é, tendo isso em mente, nós resolvemos fazer essa matéria com algumas coisas do cinema de hoje que daqui 20 anos será motivo de arrependimento, coisas simples, mas que com o passar dos anos trarão sérias consequências. Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria com as 6 coisas que a indústria do cinema vai se arrepender daqui 20 anos:

1 - Investimentos de filmes em serviços de streaming

Hoje em dia vocês assistem mais filmes em serviços de streaming ou vão ao cinema? Provavelmente a maioria de vocês vai dizer que assistem filmes em serviços de streaming, e daqui há alguns anos, isso poderá afetar e muito os cinemas. Os próprios estúdios investem em serviços de streaming e oferecem lançamentos digitais. Uma geração inteira está crescendo sendo capaz de assistir filmes pelo celular, e ao longo do tempo, ver filmes no cinema se tornará algo muito raro. Será mesmo que o cinema vai perder todo o seu charme e as pessoas vão deixar de frequentar essa maravilha?

2 - Apostando em remakes

Na primeira semana de abril de 2017, os filmes com maior bilheteria incluíram uma versão em ação de um filme animado da Disney de 1991, uma adaptação controversa de um anime japonês de 1995 e uma versão de tela grande de uma série de TV infantil de longa data. Depois de quantidades enormes de dinheiro para fazer Power Rangers, A Bela e a Fera e A Vigilante do Amanhã: Ghost in The Shell, um dos filmes que ficará marcado dessa época é sem dúvidas Get Out, o único realmente original.

Hoje em dia, parece que a maioria dos grandes lançamentos são um remake de um filme popular ou uma adaptação, mas será que alguns desses filmes será lembrado aqui há 20 anos?

3 - Perpetuar padrões

Daqui a 20 anos, as pessoas vão se perguntar o que diabos os cineastas de Ghost in the Shell estavam pensando quando colocaram Scarlett Johansson como Major, um personagem que é japonês no manga original. Além disso, atores brancos interpretando papéis destinados a outras etnias, e isso acontece já há muito tempo. Hollywood faz muito disso, e francamente isso é um tanto embaraçoso para a indústria cinematográfica. Daqui há 20 anos, à medida que os EUA ficar ainda mais diverso de etnias, a insistência de Hollywood em colocar atores em papéis que não tem nada haver poderá causar muito ódio por aí.

4 - Transformar cada filme em um capítulo de uma sequência

The Fifth Element foi um dos filmes de maior bilheteria em 1997, um grande sucesso da época. Esse filme é tão carinhosamente lembrado que ele retornará aos cinemas para comemorar seu 20º aniversário. Mas já pensou se The Fifth Element se tornasse uma franquia de várias partes? Qual a probabilidade de você voltar a se preocupar com isso? Será que a trama faria sentido se você não tivesse assistido o "filme solo"? Será que é preciso transformar o filme de duas horas em uma série de TV de vários episódios?

5 - Deixar homens brancos estrelarem todos os filmes

Duas décadas atrás, franquias como Batman, James Bond, Star Wars e Jurassic Park foram liderados por homens brancos. Hoje, tirando raras exceções como Patty Jenkins ou Ryan Coogler, nada mudou. Quase todos os filmes de sucesso estão exclusivamente sob o domínio de homens brancos de meia idade.

A televisão e serviços de streaming, embora não sejam perfeitos, são pelo menos mais acolhedores para minorias. Um exemplo são os programas de estudos que tem como objetivo tornar a indústria mais diversificada. Os estúdios de cinema seriam sábios se adotassem métodos semelhantes para promover a diversidade da próxima geração de cineastas.

6 - Só investir em filmes de sucesso

Duas décadas atrás, uma típica história de desenvolvimento de um estúdio de cinema incluía tudo, desde filmes de ação de "blockbuster" até comédias românticas. Na última década, Hollywood parou de se preocupar com os filmes de tamanho médio. Os orçamentos de marketing cresceram, os efeitos visuais ficaram mais brilhantese a partir do momento que o mercado internacional se tornou uma parte crucial das margens de lucros anuais, os estúdios ignoram o tipo de produção profunda e complexa e só investem em espetáculos cada vez mais luxuosos e que trazem mais lucros.

E aí, concordam com todos esses itens? Comentem!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
COMPARTILHAR INSCREVA-SE

VER COMENTÁRIOS

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.